Foto: Frente Comum
Publicidade

Os trabalhadores da Administração Pública vão iniciar, esta sexta-feira, dia 18 de novembro, uma greve nacional de 24 horas.

Os trabalhadores da Administração Pública “não aceitam empobrecer a trabalhar e exigem soluções para acabar com a desvalorização dos seus salários e carreiras”, refere um comunicado da Frente Comum de Sindicatos da Administração Pública.

“No Plenário Nacional que se realizou no passado dia 27 de Outubro, ouviram-se testemunhos de vários sectores da Administração Pública denunciando as dificuldades e injustiças que são fruto do desinvestimento nos Serviços Públicos. A proposta de OE para 2023 continua sem responder aos problemas, apesar de haver verbas para financiar uma política diferente”, pode ler-se.

“Sem Serviços Públicos de qualidade não há desenvolvimento equilibrado, justo e equitativo do país, nem é possível garantir os direitos fundamentais às populações. É urgente e necessário reforçar, com recursos humanos e materiais, os Serviços Públicos e as Funções Sociais do Estado”, lê-se também num comunicado do STAl – Sindicato Nacional dos Trabalhadores da Administração Local e Regional, Empresas Públicas, Concessionárias e Afins.