A Câmara Municipal de Resende anunciou que o Tribunal de Contas concedeu o visto prévio ao contrato da empreitada de Reabilitação e Reconversão Parcial do Edifício Termal de Caldas de Aregos, permitindo a concretização do maior investimento no concelho de Resende desde há 24 anos.

A obra,, no valor de 5,776.605,12 euros, tem o apoio de fundos comunitários, através do PROVERE – Programa de Valorização Económica dos Recursos Endógenos e foi adjudicada à empresa Arcelino Cardoso Costa, Lda.

Garcez Trindade, presidente da Câmara Municipal de Resende, congratula-se pela concretização deste investimento. “Após um intenso trabalho por parte do município, vai avançar no terreno brevemente. Trata-se de uma obra muito importante para o concelho e do maior investimento realizado desde a construção da Ponte da Ermida, sendo, também, a obra mais imponente, do ponto de vista financeiro, da Comunidade Intermunicipal do Tâmega e Sousa. Este investimento irá permitir dar nova vida a Caldas de Aregos, transformando-a na Estância Termal do Douro e afirmando-a como um destino preferencial na área da saúde e bem-estar, aumentando a atratividade turística no concelho”, sublinhou.

Numa entrevista ao Jornal A VERDADE, o autarca falou da importância desta obra, pode ler ou reler aqui.