As festas do concelho de Cinfães, em honra de São João, começam esta quarta-feira, dia 22 de junho, e a autarquia espera “largos milhares de pessoas”.

“Após este interregno de dois anos enche de alegria a quem pode organizar e a todos aqueles cinfanenses, mesmo aqueles espalhados pelos quatro cantos do país que vêm até Cinfães nesta altura, bem como todos aqueles que nos visitam para poderem novamente vibrar, voltar a viver de maneira normal”, refere o presidente da Câmara Municipal de Cinfães, Armando Mourisco.

O programa vai arrancar com a Cascata de S. João dos Escuteiros de Cinfães, a presença da Fanfarra dos Escuteiros de Oliveira do Douro e a atuação do grupo cinfanense “Ympério Musical”.

A festa vai terminar a 25 de junho e, pelo meio, o ponto alto vai acontecer com o tradicional desfile das marchas populares na noite de São João. A partir das 21h00, as marchas da Escola Secundária de Cinfães, da Associação Duelo de Ocasião – Souselo, da Associação Desportiva Travanca – Rancho Infantil As Moleirinhas, da Associação Filarmónica Cultural, Recreativa e Desportiva de Tarouquela, da Associação Recreativa de Nespereira – Grupo Folclórico e da Associação dos Bombeiros Voluntários de Cinfães vão trazer novamente o espírito e tradição dos Santos Populares a Cinfães. Vão ser “centenas de marchantes que desfilarão e que encherão de alegria, animação, cor e luz o recinto das festas” com “a folia necessária para comemorar bem”.

O largo da feira quinzenal vai receber vários concertos, informa um comunicado da autarquia. Esta quarta-feira, vai subir ao palco, a partir das 22h30, o conjunto “Ympério Musical”. Na noite seguinte, noite de São João, vai ser a vez dos “Némanus” e, no sábado à noite, 25 de junho, o cartaz vai apresentar o artista Diogo Piçarra, às 23h00.

O programa vai contemplar ainda a participação da Fanfarra e do Grupo de Bombos dos Escuteiros de Oliveira do Douro e as atuações da Banda Marcial de Cinfães e da Banda Marcial de Tarouquela e Municipal de Cinfães. O programa religioso vai contar com a celebração da missa seguida da procissão pelas principais artérias da vila de Cinfães.

“Vai ser um bom São João! Esperamos que o São João e o São Pedro também se entendam e que não chova, que nos deixe fazer essas festas conforme estamos todos a precisar”, comentou.

O autarca sublinhou ainda que são festas “que são sempre muito importantes para qualquer território, assinalar o seu feriado, o seu santo da terra e, sobretudo, também é muito importante para o turismo e para a economia”.

Esperam “largos milhares de pessoas”, à imagem de anos anteriores, que vão “encher completamente o recinto das festas”. “Há muita gente que se junta a nós, cinfanenses que já cá vivemos, e depois os cinfanenses que já estão espalhados pelos quatro cantos do país e emigrantes que vêm de propósito também para assinalar as festividades no concelho, juntar-se à família e, depois, todos aqueles, quer nos concelhos limítrofes, quer nos concelhos mais distantes, aproveitam também para descansar, para vir fazer turismo ate Cinfães, serão muitos milhares de pessoas”, completou.