O grupo de jovens voluntários do Torneio Paredes Handball Cup estão a realizar um Curso de Suporte Básico de Vida/DAE, resultado de uma parceria do Município com a CESPU- Cooperativa de Ensino Superior, Politécnico e Universitário. 

A formação tem como objetivo dotar os jovens “com competências fulcrais para efetuar manobras de reanimação, caso necessárias, em situações adversas durante os dias de competição”, refere o município na página oficial do Facebook.

Os voluntários ficarão com acreditação do Instituto Nacional de Emergência Médica – INEM. Os candidatos aprovados poderão ser inseridos no PNDAE – Plano Nacional de Desfibrilhação Automática Externa, como operacionais de DAE.

O primeiro dia de curso foi acompanhado pelos Vereadores Paulo Silva e Renato Almeida e pelo Administrador da CESPU, José Carlos Cruz.