Viagens na nossa Terra

Viagem pela Rota do Românico: Igreja de São Nicolau de Canaveses

Luís Sousa

25-07-2020

Edificada na margem esquerda do Tâmega, junto a uma importante via que ligava o litoral ao interior duriense, a Igreja de São Nicolau de Canaveses é de fundação posterior a 1320.

Monumento: Igreja de São Nicolau de Canaveses

Localização: Freguesia do Marco, Marco de Canaveses

Edificada na margem esquerda do Tâmega, junto a uma importante via que ligava o litoral ao interior duriense, a Igreja de São Nicolau de Canaveses é de fundação posterior a 1320.

O portal principal atesta esta cronologia tardia: ausência de colunas e capitéis. Por todo o edifício nota-se um despojamento ornamental, acentuando assim o caráter tardio do seu românico, dito de resistência.

De modestas dimensões, sofreu alterações profundas na Época Moderna marcadas pela abertura de janelões retangulares na capela-mor e na nave.

Também os arcos triunfal e do batistério, de linguagem classicizante, foram obra deste período.

No interior imperam os paramentos de granito, embora pelos vestígios existentes, a Igreja devesse ter sido revestida, na viragem da Idade Média para a Época Moderna, com pinturas a fresco, como testemunham os exemplos preservados.

Descobertos acidentalmente em 1973, restam hoje alguns painéis com representações de Santo Antão e fragmentos de uma Anunciação, na parede norte da nave, um Santo abade beneditino, Santa Catarina de Alexandria e outra Anunciação, na parede sul. Através do projeto «Valorização Patrimonial da Rota do Românico», estes painéis a fresco foram recentemente submetidos a uma intervenção de conservação e restauro, podendo agora ser contemplados em toda a sua dimensão estética. Este plano de intervenção esteve a cargo da Associação de Municípios do Vale do Sousa, à qual está associada a Rota do Românico, através do programa Valorizar - Linha de Apoio à Valorização Turística do Interior.

Tire partido da passagem pelas terras da antiga «Vila de Canaveses» e usufrua da zona ribeirinha envolvente das igrejas de São Nicolau e de Sobretâmega. Convidativas a um desapressado passeio são as margens do rio Tâmega, não faltando um banco de jardim, esplanadas e varandas de restaurantes e cafés onde pode fruir da paisagem e vivenciar toda a quietude do lugar.

Na Casa da Cultura Popular, em Vila Boa de Quires e Maureles, encontra um núcleo museológico onde se guardam objetos, contam-se histórias e preservam-se através de registos gráficos e fotográficos os modos ancestrais de fazer o linho e o vinho.

Projetada por Álvaro Siza Vieira, arquiteto galardoado internacionalmente, a Igreja de Santa Maria de Fornos, na Cidade do Marco, é tudo o que não está à espera de encontrar, pelo que a sua descoberta é desconcertante a cada detalhe revelado.

Na Aldeia do Freixo perscrute as ruínas da Cidade Romana de Tongobriga, uma das mais importantes descobertas arqueológicas do século XX. O Centro Interpretativo de Tongobriga é o ponto de partida para um itinerário pela história do lugar que começou há 2000 anos.

São dez os monumentos da Rota do Românico em Marco de Canaveses. Depois de visitar a Igreja de São Nicolau, basta atravessar a ponte sobre o Tâmega e na margem contrária encontra a Igreja de Santa Maria de Sobretâmega, construída no topo de um promontório de onde se goza um impressionante quadro paisagístico. A curta distância poderá ainda visitar o interessante românico das igrejas de Santo Isidoro de Canaveses e do Salvador de Tabuado.

Como chegar

Coordenadas GPS: https://goo.gl/maps/ZRj31vQPTrSnhakz8

Rua de S. Nicolau, Marco, Marco de Canaveses, Porto

De Comboio - Linha do Douro (Comboios Urbanos Porto-Marco ou Comboios Regionais Porto-Régua/Pocinho), com saída na estação de Marco de Canaveses: Igreja de São Nicolau a 3 km.

De Carro - Se vem do Norte de Portugal através da A28 (Porto), da A3 (Porto), da A24 (Chaves/Viseu), da A7 (Póvoa de Varzim) ou da A11 (Esposende/Marco de Canaveses) siga na direção da A4 (Bragança/Matosinhos). Saia para o Marco de Canaveses. Logo depois de cruzar o rio Tâmega encontrará a sinalização da Igreja de São Nicolau.

A partir do Porto opte pela A4 (Vila Real). Saia para o Marco de Canaveses.

Se vem do Centro ou Sul de Portugal pela A1 (Porto) ou pela A29 (V.N. Gaia) opte pela A41 CREP (Vila Real). Escolha depois a A4 (Vila Real) e saia para o Marco de Canaveses.

Se já se encontra na cidade do Marco de Canaveses, rume à margem do rio Tâmega e à Igreja de São Nicolau.

Onde comer

Na atual freguesia de Marco, unidade resultante da Reforma Administrativa de 2013, encontra locais onde comer é uma viagem pelos melhores sabores da mesa tradicional marcoense. A dois passos, que é como quem diz, a muito curta distância, são convidativos os menus dos restaurantes Albufeira, do Dona Mafalda e do Ferrador. Posta de bacalhau, naco de carne, leitão ou anho assado, são algumas das iguarias gastronómicas com os quais se poderá deleitar. Na cidade do Marco de Canaveses o Cancela Velha, instalado num edifício setecentista, entre outros restaurantes como o Pensão Magalhães, O Plátano, Nantilde ou o Tanoeiro são espaços onde o prato típico do concelho - o anho assado com arroz do forno, poderá ser igualmente apreciado.

Convirá confirmar previamente se os estabelecimentos se encontram abertos e que pratos típicos da região ou outros são servidos.

Nota: A visita exterior do monumento é livre, no entanto o acesso ao interior carece de marcação prévia. Para quaisquer dúvidas ou para agendar uma visita guiada deverá contactar a Rota do Românico através dos seguintes meios - telef.: +351 255 810 706 / telem.: +351 918 116 488 / E-mail: visitasrr@valsousa.pt