As visitas a doentes internados nos hospitais já não precisam de estar dependentes da apresentação do Certificado Digital COVID da EU, na modalidade de teste ou de recuperação, ou outro comprovativo de resultado negativo em teste para SARS-CoV-2.

Esta alteração surge na sequência da atualização, por parte da Direção-Geral da Saúde, da Orientação 038/2020, referente a acompanhantes e visitas nas unidades hospitalares.

“Continua, no entanto, a ser recomendado o cumprimento das medidas de prevenção e controlo da infeção, designadamente, distanciamento físico entre visitante, utente e profissionais de saúde, etiqueta respiratória, utilização correta de máscara e higienização frequente das mãos”, sublinha a DGS.