Um homem de 52 anos foi constituído arguido, no dia 19 de dezembro, por furto em serralharia. A GNR de Vila Nova de Gaia apreendeu diversas ferramentas elétricas furtadas.

No âmbito de uma investigação, que teve a duração de cerca de dois meses, por furto de ferramentas ocorrido numa serralharia, na localidade de Fânzeres, Gondomar, os militares identificaram o suspeito, um homem com 52 anos.

A GNR revela que o “individuo se introduziu na serralharia, através de arrombamento de porta, tendo furtado diversas ferramentas elétricas profissionais, cujo valor ascende a mais de 2500 euros”.

No seguimento da ação policial, foi realizada uma busca domiciliária na localidade de Canelas, no concelho de Vila Nova de Gaia, onde foi possível recuperar e apreender o seguinte material, que foi entregue ao seu legítimo proprietário: 17 baterias elétricas; seis carregadores de baterias; três máquinas de furar pedra; três parafusadoras; uma rebarbadora; diversas brocas e ponteiros; diversos discos de rebarbar e uma caixa com parafusos, buchas e outros.

O suspeito foi constituído arguido e os factos remetidos ao Tribunal Judicial de Gondomar.