A vacinação na modalidade “Casa Aberta” está disponível para pessoas com 70 ou mais anos, para a administração da dose de reforço da vacina contra a COVID-19 e da vacina contra a gripe.

Além disso, está também disponível para grupos profissionais prioritários (com recurso a senhas digitais) e para a vacinação e reforço de pessoas entre os 18 e 59 anos e vacinação primária acima dos 12 anos.

Em comunicado, o Serviço Nacional de Saúde refere que esta modalidade permite que “mais utentes possam deslocar-se aos locais de vacinação sem necessidade de marcação”.

Desde o dia 7 de setembro que decorre a campanha de reforço sazonal em vários centros de vacinação do país, e vai prolongar-se até dezembro. A prioridade é “proteger as pessoas mais vulneráveis, prevenindo a doença grave, a hospitalização e a morte”.

O objetivo é vacinar este ano três milhões de pessoas elegíveis. Até esta segunda-feira, dia 7 de novembro, foram vacinados mais de 1,8 milhões de utentes contra a COVID-19 e mais de 1,8 milhões contra a gripe, em Portugal Continental, dos quais mais de 1,4 milhões receberam as duas vacinas em simultâneo.