Este sábado, dia 29 de outubro, assinala-se o Dia Mundial da Psoríase. Este ano o mote é “Unidos Para Atuar” na defesa da saúde mental e do bem-estar dos doentes de psoríase.

A Federação Internacional das Associações de Psoríase revela que “uma em cada quatro pessoas que vive com doença psoriática apresenta sinais de depressão e cerca de 48% tem distúrbios de ansiedade”.

Em Portugal, segundo um estudo epidemiológico levado a cabo pelo Grupo Português de Psoríase da Sociedade Portuguesa de Dermatologia e Venereologia (SPDV), cerca de 18% dos doentes com psoríase vive com depressão e distúrbios de ansiedade.

Desta forma, a LEO Pharma em conjunto com a PSOPortugal (Associação Portuguesa da Psoriase) e à IFPA juntaram-se para alertar para “a importância da saúde mental das pessoas que vivem com psoríase”. 

“A natureza crónica da psoríase e a inflamação sistémica afeta a vida dos doentes em muitos aspetos além da pele. Apesar de não contagiosa, causa um forte estigma social, que leva, em muitos casos, ao isolamento e, por isso, aumenta o risco de perturbações mentais, como a depressão ou distúrbios de ansiedade”, afirma Jaime Melancia, presidente da PSOPortugal.

“Por isso, neste Dia Mundial da Psoríase, queremos alertar para o impacto psicológico significativo da psoríase, sensibilizar a sociedade e encorajar os doentes a procurarem ajuda especializada”, acrescenta. 

Christian Taveira, Medical Advisor da LEO Pharma Portugal, refere que “tratar a psoríase não é tratar apenas a doença. O impacto psicossocial da psoríase deve ser tido em conta no processo de gestão e controlo da doença. O nosso compromisso com os doentes e com os profissionais de saúde passa, não só pela aposta em soluções inovadoras, mas também pelo apoio a programas de educação e iniciativas que contribuem para a diminuição do estigma associado à psoríase”.  

A psoríase é uma doença que afeta cerca de 400 mil pessoas em Portugal. Aproximadamente 80% dos doentes apresenta formas ligeiras da doença e 20% evidenciam formas moderadas a graves, com envolvimento de mais de 10% da superfície corporal.