Os Bombeiros Voluntários de Vila Meã, no concelho de Amarante, fizeram, esta segunda-feira, dia 18 de julho, o ponto de situação relativamente aos incêndios dos últimos dias na região.

“Têm sido dias difíceis para os nossos bombeiros, tendo estado empenhados em diversos teatros de operações. Uma semana particularmente difícil de empenho, dedicação, altruísmos e demonstração de unidade dos elementos deste Corpo de Bombeiros, tendo um desempenho exemplar em todas as missões que lhes foram confiadas nestes últimos dias de uma exigência inigualável”, pode ler-se numa publicação.

Foto: Bombeiros Voluntários de Vila Meã

Desde a intervenção nos incêndios florestais em Amarante e Baião, onde mantiveram “uma presença musculada toda a semana”, apoio nos incêndios florestais aos Corpos de Bombeiros vizinhos, intervenções em incêndios florestais na área de atuação e manter todo o serviço de emergência médica, transporte de doentes, etc, “foi um dos maiores desafios em termos operacionais dos últimos tempos e só conseguido pela excelência dos bombeiros do Quadro Ativo deste CB”.

Foto: Bombeiros Voluntários de Vila Meã

Pelas 15h30 desta segunda-feira, os Bombeiros Voluntários de Vila Meã integravam o Grupo de Reforço do Distrito do Porto a pedido do Comando Distrital do Porto com um veículo de combate a incêndios e cinco bombeiros, estando a combater um incêndio em Chaves – Vila Real. Além disso, tinham um veículo de combate a incêndios a dar apoio Bombeiros Voluntários de Penafiel em Luzim (Penafiel), um veículo de combate a incêndios a dar apoio bombeiros de Penafiel em Castelões (Penafiel), uma equipa de combate a incêndios em permanência no quartel e uma equipa de apoio logístico em permanência no quartel.