Hoje comemora-se mais um aniversário natalício de Carmen Miranda, 113 anos de uma anónima criança, nascida numa casa em Aliviada, na agora freguesia de Várzea Aliviada e Folhada, deste concelho do Marco de Canaveses, “uma marcoense com identidade, que pelas suas conquistas pessoais a todos nos deve orgulhar”.

Reconhecendo a importância da artista, o município “continua a trabalhar minuciosamente na construção de um projeto expositivo que vá ao encontro do novo modelo de museu, mais interativo, tecnologicamente mais moderno para atrair clientes, mais turismo ao Marco de Canaveses, um museu com dignidade”.

Em declarações ao Jornal A VERDADE, a presidente da Câmara Municipal de Marco de Canaveses, Cristina Vieira, reconhece Carmen Miranda como “uma artista multimediática, que percorreu a rádio, os palcos, conquistando um dos mais mediáticos e desejados – a Broadway“.

A artista tornou-se uma personagem da história mundial e, por isso, a autarca não tem dúvidas que “quando se fala de Carmen Miranda, imediatamente a associamos à imagem baiana e ao rico manancial de imagens que cercam sua performance artística, contudo, isso não lhe retira a identidade Marcuense, pois foi aqui – no Marco de Canaveses – que ele nasceu“.

Carmen Miranda “continua perdurada, como um símbolo ou mesmo como uma faceta das múltiplas possibilidades de identidades culturais que percorrem, não apenas, Portugal, Brasil ou os Estados Unidos da América, mas que se expandem por todo o mundo”.

Todos devemos estar orgulhosos do percurso da artista notável que nasceu e partiu do Marco de Canaveses para conquistar o mundo”, é a mensagem autarca assinalando o aniversário de Carmen Miranda.