Este sábado, dia 16 de julho, a partir das 22h00, o Teatro do Bolhão vai realizar o espetáculo “Um Fogo que Arda” em Pedorido, no concelho de Castelo de Paiva, na Ponte Centenária, sobre o Rio Arda.

O espetáculo multidisciplinar une “o teatro, a música, o canto, o circo… a vida, os ritos e os mitos locais,… num espetáculo extraordinário e imperdível…”, como refere o comunicado de imprensa da Câmara Municipal de Castelo de Paiva.

O diretor e ator paivense do Teatro do Bolhão, António Capelo, referiu a importância do local onde decorre o espetáculo: “Quando nos decidimos a trabalhar num espaço que existe há mais tempo do que nós próprios, percebemos que, por mais que esse espaço sofra alterações, ele está carregado de memórias e imagens. Tomando como cenário as águas dos Rios Douro e Arda, no local onde se encontram, debruçados das margens e das pontes, olhando que as águas dos rios, quer o desenho centenário da ponte em ferro, ‘Um Fogo que Arda’ procura criar novas memórias e imagens para aqueles que, depois de nós, viverão. Porque a vida, a nossa e a dos outros, continua para além de nós. E este deve ser, também, o nosso legado…”.

O Teatro de Bolhão realizou espetáculos em Castelo de Paiva no ano de 2019 com “Paiva D’Ouro” e em 2017 com “Todos a Payva”.

A produção desta representação teatral é da responsabilidade da ADRIMAG – Associação de Desenvolvimento Rural Integrado das Serras do Montemuro, Arada e Gralheira, Teatro do Bolhão e Câmara Municipal de Castelo de Paiva.

Texto redigido com o apoio de Daniela Lenchyna.