Marco de Canaveses

Marco de Canaveses: Fossa a céu aberto de Lagarelha mais perto de ser eliminada

Ana Magalhães

José Rocha

11-05-2021

Para a presidente do município, Cristina Vieira, obras como esta "são muito importantes e fazem a diferença para a população que aqui mora".

Arrancou esta terça-feira, dia 11 de maio, a empreitada designada de "Rede de Drenagem de Águas Residuais da Lagarelha", na freguesia de Vila Boa de Quires e Maureles, concelho de Marco de Canaveses.

Com uma duração estimada de 120 dias, a intervenção significa um investimento de 180 mil euros para a Câmara Municipal de Marco de Canaveses, pelo que a sua importância foi destacada aquando da assinatura do auto de consignação pela presidente Cristina Vieira: "Esta é mais uma obra que se enquadra nos objetivos do município, que é não só anular alguns passivos ambientais, mas sobretudo dar melhores condições de vida à população - e isso faz-se ao aumentarmos a rede de abastecimento de águas e de saneamento".

No entender da autarca, "pequenas obras" como esta que hoje se inicia "são muito importantes e fazem a diferença para a população que aqui mora e é isso que queremos fazer: obras que realmente alterem os hábitos de vida dos marcoenses e que melhorem a sua qualidade de vida", reforçou.

Também Mário Bruno Magalhães, vereador com o pelouro do Ambiente, considerou esta "uma obra importantíssima", já que "vai resolver um problema de saúde pública". E aprofunda: "Este lugar tem uma fossa coletiva e que estava ao serviço do loteamento, o qual tem alguma dimensão. A fossa está muito danificada e então corre a céu aberto uma verdadeira levada de águas residuais, incomodando naturalmente quem aqui mora e por aqui passa".

Mário Bruno Magalhães foi mais longe ao descrever este como "um assunto grave", pelo que o início desta empreitada "honra e satisfaz muito" o executivo, em particular pelo facto de cumprir "a palavra dada à população".

Já Fernando Monteiro, presidente da Junta de Freguesia de Vila Boa de Quires e Maureles, aponta que "o saneamento devia ser um dos fatores mais preponderantes e há muitos anos que devia ter sido realizado". Por isso mesmo, considera este "mais um passo que se vai dar para a eliminação de uma fossa a céu aberto que serve este loteamento há muitos anos e que agora vai ser, finalmente, ligada à ETAR de Maureles, que já está construída há algum tempo".

O saneamento básico é uma mais-valia e uma questão de saúde pública.