Lousada

Junho é "Mês da China" em Lousada

José Rocha

06-06-2021

Conheça o programa sugerido pelo município.

Aula-Experimental-de-Mandarim-Lousada-(1)

Junho é sinónimo de "Mês da China" no concelho de Lousada, já que, até dia 30, vão decorrer várias atividades online dinamizadas no âmbito do curso de Mandarim.

O programa pode ser acompanhado através da página de Facebook do Município de Lousada, é aberto a oda a população e visa dar a conhecer a cultura e gastronomia chinesa. Serão publicados vídeos sobre aspetos e curiosidades, como por exemplo o Tangyuan, que é o doce tradicional do Festival das Lanternas e o Peixe Esquilo.

Os vídeos abordam também temas como a dança tradicional, as diferenças gastronómicas entre o norte e o sul do país asiático o Festival Barco Dragão, a arquitetura moderna chinesa, uma aula aberta de Wush, entre outras atividades.

É também possível participar nas atividades práticas mediante inscrição no site do município.

No dia 16 de junho, quarta-feira, vai realizar-se uma aula aberta de Wushu, assegurada pelo mestre Alexandre Oliveira, da JING-SHE - Escola de Kung-fu Wushu. A aula será transmitida a partir da plataforma Zoom às 11h00 e às 15h30.

Para dia 28, segunda-feira, está agendado um workshop de Escrita para crianças com idades compreendidas entre os oito e os 12 anos. Este workshop, que decorre através da plataforma Zoom, tem a duração aproximada de uma hora e há três sessões disponíveis: 9h30, 14h30 e 17h00.

Vão também ser lançados três desafios relacionados com “Aromas e sabores da China”, em que os participantes são convidados a fazer as receita em casa e partilharem o resultado. Para tal, devem enviar para passaportelousada@cm-lousada.pt uma foto/vídeo com a descrição da experiência numa só frase.

O vencedor de cada um dos desafios será anunciado a 29 de junho e receberá um dicionário ilustrado chinês-português/português-chinês.

Mandarim para alunos do 2.º e 3.º ciclo

Foto: Município de Lousada

Recorde-se que, no âmbito de uma candidatura da Comunidade Intermunicipal do Tâmega e Sousa, a Câmara Municipal de Lousada tem vindo a promover a aprendizagem do mandarim junto de 2.º e 3.º ciclos. Inseridas no Plano Integrado e Inovador de Combate ao Insucesso Escolar (PIICIE), as aulas são gratuitas e decorrem aos sábados.

Além do ensino da língua, são promovidas sessões culturais, com pequenos workshops de atividades culturais chinesas, tais como recorte de papel chinês, pintura, caligrafia, cerimónia do chá, dobragem de papel, entre outras.

As aulas e restantes atividades são da responsabilidade de professores do Instituto Confúcio de Braga, portugueses e chineses. "Dão oportunidade aos estudantes de experienciar a cultura chinesa de forma mais próxima, a qual está intrinsecamente associada ao estudo da língua", explica através de comunicado o Município de Lousada.