Celorico de Basto

Município de Celorico de Basto concessiona estação de caminhos-de-ferro

José Rocha

08-05-2021

"Este é um desafio que o município faz aos empresários, procurando estabelecer uma parceria operacional que valorize o património municipal", refere o autarca Joaquim Mota e Silva.

Foto: Município de Celorico de Basto

A Câmara Municipal de Celorico de Basto vai concessionar estação de caminhos-de-ferro da sede do concelho. O concurso público para o dito efeito está e destina-se, numa primeira fase, a empresários da região e confere direito de exploração por três anos e valor base de ocupação mensal de 500 euros. Toda a informação referente está disponível em consulta pública na página do município.

Em comunicado, a autarquia revela que o objetivo desta concessão "assenta na dinamização do espaço e valorização da ecopista, mediante objetivos definidos no contrato de exploração. Pretende-se que sejam prestados mais e melhores serviços que sirvam os interesses dos turistas e utilizadores daquele espaço com todas as valências já existentes. Os privados, neste contrato de exploração, são desafiados a criar um novo conjunto de serviços que valorizem a Ecopista na vertente turística sem desvirtuar o seu propósito inicial de carácter informativo e interpretativo da sua história e da área envolvente", esclarece o executivo.

No documento, é também referido que os edifícios que compõem a estação "apresentam elevado valor arquitetónico e são, desde a inauguração da ecopista, 2013, a principal porta de entrada de turistas no concelho. O edifício principal, a estação, mostra-se como um espaço de carácter museológico e interpretativo da antiga linha do Tâmega e da atual Ecopista da Linha do Tâmega, estando definido neste local o KM 0 da ecopista".

Foto: Município de Celorico de Basto

O Município de Celorico de Basto faz também notar que, ao longo do tempo, "tem realizado um investimento significativo na criação e dinamização de unidades de alojamentos de várias tipologias no conjunto de edifícios que compõem a estação, proporcionando assim a possibilidade de uma estadia diferenciada que valoriza o equipamento em si e o turismo do concelho no seu todo".

A estação de Celorico de Basto é composta pelo edifício principal da Estação, área de informações e pequeno serviço de bar de apoio no piso térreo com uma unidade de alojamento tipologia T2, no piso superior; uma unidade de alojamento com tipologia de camarata no edifício do hangar, uma unidade de alojamento com duas unidades de tipologia T2, na “Casa Abrigo”, antiga casa do chefe da estação, casas de banho de serviço público em edifício anexo e casa de banho para pessoas com deficiência, numa estrutura construída para o efeito, que contém também um pequeno espaço de armazém.

Para Joaquim Mota e Silva, presidente da autarquia celoricense, "este é um desafio que o município faz aos empresários, procurando estabelecer uma parceria operacional que valorize o património municipal criando um conjunto de serviços de apoio à ecopista e aos seus utilizadores. Estamos a fazer uma intervenção profunda na rede de estações de caminho-de-ferro de todo o concelho e a criar mais motivos de interesse dentro do percurso e zonas adjacentes. A criação deste conjunto de serviços de apoio na Estação de Celorico é mais um passo para a valorização da nossa ecopista como a melhor do país", conclui.