Castelo de Paiva

Vinho verde de Castelo de Paiva distinguido no concurso Vinhos de Portugal

Ana Regina Ramos

06-06-2021

Foto: Município de Castelo de Paiva

O vinho verde Branco Arinto "Quinta de Valetruto 2020" foi recentemente distinguido com a Medalha de Prata na oitava edição do concurso Vinhos de Portugal 2021.

Para o produtor paivense, José Manuel Oliveira Bernardes, a conquista deste prémio nacional é "mais um reconhecimento do trabalho e do grande esforço que esta marca tem vindo a desenvolver para apresentar vinhos de alta qualidade na Sub Região do Paiva, deixando uma palavra de apreço à equipa de enólogos da WineLords, Lda, que tem realizado um trabalho notável para projetar esta marca de Castelo de Paiva", indica um comunicado da autarquia.

O presidente da Câmara Municipal de Castelo de Paiva, Gonçalo Rocha, sublinhou que "é uma honra para a Sub Região de Paiva poder apresentar vinhos de grande qualidade e excelência, apreciados por exigentes especialistas e também reconhecidos no panorama internacional". Para o edil paivense o prémio agora atribuído "projeta a marca para os grandes mercados internacionais, contribuindo decisivamente para a promoção e visibilidade da Sub Região de Paiva, e vaticina que outras distinções possam acontecer, e que sejam reveladoras da competência e dedicação evidenciadas pelo arrojo do empresário José Manuel Oliveira Bernardes no setor vitícola em Castelo de Paiva".

Foto: Município de Castelo de Paiva

O Concurso Vinhos de Portugal é uma iniciativa da ViniPortugal e pretende ser um ponto de encontro e de troca de experiências entre produtores e especialistas de todo o mundo, reafirmando a aposta na produção nacional de vinho de qualidade com o intuito de se afirmarem enquanto produtos de excelência nos mercados de exportação.

Esta edição foi realizada nas instalações do CNEMA, em Santarém, da responsabilidade da ViniPortugal, e contou com um Conselho de Coordenação presidido pelo Instituto da Vinha e do Vinho e constituído pela ViniPortugal, CNEMA, IVDP, IVBAM e também pela revista Vinhos-Grandes Escolhas.

Foto: Município de Castelo de Paiva

Foram mais de 1.400 vinhos na corrida ao Melhor Vinho de Portugal, em avaliação na primeira fase desta edição do concurso. Ao longo de três dias, os vinhos inscritos foram avaliados por 134 jurados nacionais e internacionais, composto por especialistas em vinhos portugueses e internacionais, entre os quais enólogos, sommeliers, jornalistas, wine educators e outras profissões ligadas ao setor. Entre os especialistas internacionais que integraram o painel de avaliação do Júri Regular, responsável por avaliar os vinhos na primeira fase do Concurso, destacaram-se o estónio Rain Veskimae, a britânica Emily Rowe, a canadiana Élyse Lambert MS, o americano Erik Segelbaum e a mexicana Claudia Treviño.

Foto: Município de Castelo de Paiva

Os objetivos deste concurso nacional passam por "estimular a produção de vinhos de qualidade, valorizar o nível técnico e comercial dos vinhos portugueses, projetar no plano internacional a imagem de marca Vinhos de Portugal, dar a conhecer aos consumidores os melhores vinhos produzidos com direito a diversas DOP e Indicações Geográficas – IGP e os vinhos de casta e colheita, incentivar o espírito do programa “Wine in Moderation" e contribuir para a expansão da cultura do vinho em geral, através de iniciativas ligadas aos programas de turismo e gastronomia".

Foto: Município de Castelo de Paiva
Foto: Município de Castelo de Paiva