Criada há menos de um ano no nosso país, a Stellantis é um novo ator no setor da mobilidade, que surgiu com a clara ambição de liderar o mercado automóvel português. Passados nove meses, no final do ano de 2021, segundo os dados da ACAP, o grupo automóvel foi o líder destacado no mercado nacional com o primeiro lugar na venda de automóveis novos (Veículos de Passageiros + Veículos Comerciais Ligeiros], e teve uma liderança igualmente expressiva no mercado de Ligeiros de Passageiros e no de Comerciais Ligeiros.

Em termos globais (VP + VCL), o conjunto das nove marcas da Stellantis – Abarth, Alfa Romeo, Citroën, DS Automobiles, Fiat, Jeep, Opel, Peugeot e Maserati – vendeu um total de 50.934 unidades, que representam uma quota de 29,0%. Significa que pouco menos de uma em cada três viaturas vendidas em Portugal em 2021 foi comercializada nas redes de concessionários dessas marcas.

A Stellantis colocou quatro das suas marcas no top 10 de vendas nacional (VP + VCL). Além da Peugeot, que em 2021 liderou o mercado nacional, Citroën, Fiat e Opel estiveram entre as marcas mais comercializadas no nosso País.

No que se refere ao mercado dos Ligeiros de Passageiros (VP), a Stellantis terminou 2021 igualmente na posição de líder, com mais de um quarto do mercado (25,90% de quota), fruto das 38.003 unidades vendidas.

Ou seja, um em cada quatro automóveis de passageiros comercializados em Portugal foi de uma das nove marcas acima referidas.

2021 foi também ano de liderança da Stellantis no mercado dos Comerciais Ligeiros (VCL), aqui com uma quota de mercado bastante expressiva de 44,9%, correspondente a 12.931 unidades vendidas, com especial protagonismo para os modelos fabricados pela Stellantis em Mangualde.