Esta quarta-feira, dia 9 de novembro, vai decorrer a 10.ª edição do exercício público de âmbito nacional de sensibilização para o risco sísmico, denominado A Terra Treme.

O simulacro vai, então, decorrer às 11h09, a nível nacional e compreende a prática de três gestos simples que “podem fazer a diferença a quem os praticar perante a ocorrência de um sismo”, informa um comunicado da organização.

A ação desenrola-se durante um minuto, no qual os participantes, individual ou coletivamente (famílias, escolas, empresas, instituições publicas, privadas ou associativas), executam os três gestos de autoproteção: Baixar, Proteger e Aguardar.

Esta é uma medida prevista na Estratégia Nacional para uma Proteção Civil Preventiva, promovida pela Autoridade Nacional de Emergência e Proteção Civil (ANEPC).

É objetivo deste exercício “capacitar a população para saber como agir em caso de sismo, sensibilizando o cidadão para o facto de viver numa sociedade de risco, e desafiando-o a envolver-se no processo de construção de comunidades mais seguras e resilientes”.

Além das escolas, cuja adesão à iniciativa “tem sido expressiva”, a ANEPC pretende “alargar a reflexão e o debate em torno da temática do risco sísmico e o conhecimento sobre o que fazer antes, durante e depois de um sismo a outros setores da sociedade civil, de modo a alcançar-se uma maior resiliência, individual e coletiva, entre a população”.