A tradição do São Martinho já regressou às ruas de Penafiel esta quinta-feira, dia 10 de novembro, e a feira vai manter-se até ao dia 20, com novos acessos e mais espaço.

Os dez dias vão ser marcados pela gastronomia da região, provas de vinho, mostras de gado e artesanato, magustos, carrosséis e animação espontânea protagonizada por concertinas, tunas académicas e outros grupos folclóricos e de cantares.

“O São Martinho é uma feira tão antiga que se perde no tempo. Este ano estamos cá com um São Martinho renovado e reforçado, vamos continuar a ter na nossa cidade um verdadeiro centro comercial ao ar livre com centenas de feirantes“, afirmou o presidente da Câmara Municipal de Penafiel, Antonino de Sousa.

Foto: Jornal A VERDADE

O São Martinho regressou aos moldes habituais e o presidente da câmara municipal esclarece que “o São Martinho vai crescendo da forma como a própria cidade cresce, vai se expandir mais para a vertente da Encosta do Cavalum”.

O presidente acrescenta, ainda, que “a aposta na Quinta de Puços veio trazer uma dinâmica ao São Martinho, porque as condições eram precárias para todos, isso criava grandes dificuldades quer para quem tem de montar a feira e os stands, mas também para os visitantes. Com esta melhoria significativa das condições ficamos todas a ganhar, mas sobretudo os muitos milhares de visitantes que vão encontrar, ao longo destes dez dias, o São Martinho renovado”.

Foto: Jornal A VERDADE

No que toca aos stands, os números são semelhantes à edição anterior, ou seja, “ultrapassam as três centenas”, apesar disso alguns interessados em “lista de espera há vários anos”, este ano estão a participar, pela primeira vez, na feira. “É com satisfação que nós podemos acolher a sua presença“, referiu o presidente.

O São Martinho arrancou com 35 mil canecas e cerca de 15 mil tigelinhas. Adolfo Amílcar, vereador da Câmara Municipal de Penafiel, prevê que este ano “vão ser adquiridas mais canecas e tigelinhas a meio da feira. Em termos de números penso que andará um bocadinho acima da última edição, porque este espaço vai atrair mais gente”.

Foto: Jornal A VERDADE

O molde da feira volta às edições anteriores e, por isso, depois de aquirir a tigelinha ou a caneca tem disponível quatro adegas para prova.

Para mais informações sobre a programação pode ler a seguinte notícia.