José Carlos Pouca Sorte faz o balanço da época 2022 e destaca um ano “marcante”. Nesta época, o piloto de Resende fez a sua estreia no Campeonato Portugal Montanha JC Group. José Carlos Pouca Sorte considera que participar ao volante de um competitivo Volkswagen Golf foi “um tremendo desafio”.

Na época anterior tinha participado na mesma competição com um BMW M 3, “fazendo assim a troca de um carro de tração traseira, por um com tração dianteira, e com isso com um comportamento bem diferente. para mim foi um desafio que tive pela frente, trocar o BMW M 3 pelo Golf, dois carros competitivos mas bem diferentes”, sublinha o piloto em comunicado. 

Considera, então, que o desafio foi “superado. Aos poucos tornei-me mais confiante e fui andando mais depressa, dando maior luta aos meus adversários diretos. Neste caso, os Cupra TCR, na qual me diverti bastante e tive de me aplicar a fundo, mas correu bem, gostei da experiencia”.

Terminada a época, para 2023 “a continuação com o Golf é uma hipótese”, havendo uma outra que ainda não pode revelar. “Para já é um projeto, penso que em meados de fevereiro já poderei dizer algo. Para já, quero continuar a participar no Campeonato Portugal de Montanha”, concluiu.

Classificações

Turismos Absoluto:

1.º Luís Nunes – Skoda Fábia – 184 pontos

2.º Joaquim Teixeira – Cupra TCR – 164 pontos

3.º JOSÉ CARLOS POUCA SORTE – VOLKSWAGEN GOLF – 120 pontos

Divisão Categoria 2:

1.º Joaquim Teixeira – Cupra TCR – 189 pontos

2.º JOSÉ CARLOS POUCA SORTE – VOLKSWAGEN GOLF – 145 pontos

3.º Manuel Sousa – Cupra TCR – 127 pontos