euro nota dinheiro
Publicidade

O presidente da Câmara Municipal de Cinfães, Armando Mourisco, revelou na quinta-feira, dia 12 de janeiro, que a requalificação da Estrada Nacional 222 (EN 222) deverá ter um custo estimado em um milhão de euros e que, por isso, a via estará encerrada durante “alguns meses”.

A informação foi adiantada pelo autarca à agência Lusa, depois de uma reunião do presidente com os técnicos da IP. “A grande preocupação é resolver a situação o mais rápido possível. É uma situação grave, de grande dimensão e a previsão dos técnicos da Infraestruturas de Portugal (IP) é de que o investimento rondará um milhão de euros”, disse Armando Mourisco.

De momento estão a realizar-se estudos para que se possa avançar com a “solução mais rápida”, porque a via é “importantíssima para o concelho”. No entanto, o presidente está consciente de que a obra “demorará alguns meses pela sua complexidade”.

“É uma obra difícil, trata-se de um muro, um talude, de dez metros, que cedeu, uma ribanceira grande, com trabalhos difíceis e terá de ser bem feito, com muitas drenagens de água, porque foi a água que fez aquilo ao longo dos anos”, explicou.

Neste sentido, afirmou ainda à agência Lusa que é uma “grande dor de cabeça”, porque a EN 222 serve muitas pessoas e não existe uma via alternativa capaz de assegurar o fluxo de trânsito.

Assim, Armando Mourisco deu seguimento a alguns despachos de forma a garantir “a segurança máxima da circulação”.