Paredes

Paredes homenageou "heróis bombeiros, que são o orgulho da comunidade"

Ana Regina Ramos

10-06-2021

Celebrações deste ano do Dia Municipal do Bombeiro decorreram na freguesia de Rebordosa.

(Em atualização) Em Dia de Portugal, de Camões e das Comunidades Portuguesas, Paredes comemorou também o Dia Municipal do Bombeiro com a presença das cinco corporações do concelho: Paredes, Cete, Baltar, Lordelo e Rebordosa.

As celebrações começaram logo ao início da manhã junto ao parque do Rio Ferreira, com uma exposição de veículos antigos/clássicos, seguindo-se para Avenida Doutor António Rangel, em Rebordosa, para a formatura, receção às entidades convidadas e intervenções.

As palavras foram de agradecimento e reconhecimento pelo trabalho e dedicação dos bombeiros.

"Dedicar um dia do calendário aos nossos bombeiros é só um dia, mas, se neste dia nos lembrarmos de que dão a vida por nós, se neste dia nos mostrarmos esperançosos perante a adversidade, se neste dia reconhecermos que há tão poucos que dão tanto por tantos, então, este dia, este único dia tem o potencial de se fazer ouvir nos outros 364 dias do ano. Por causa deste dia e se for este o nosso espírito, os nossos bombeiros serão mais fortes e, se os nossos bombeiros forem mais fortes, a nossa comunidade sentir-se-á mais confiante, mais segura, mais próspera e mais solidária", referiu a presidente da Junta de Freguesia de Rebordosa, Salomé Vieira, sublinhando três palavras: "homenagem, gratidão e investimento".

"Comemorar o Dia Municipal do Bombeiro no Dia de Portugal, de Camões e das Comunidades Portuguesas faz todo o sentido porque o amor ao nosso país pede-nos que coloquemos em prática a compaixão no seu sentido mais nobre e que essa seja vivida com o exercício efetivo da fraternidade", continuou.

"A todos vocês que estiveram sempre na linha da frente com dedicação extraordinária e um serviço prestado de grande relevância e excelência que prestamos às populações que servimos, muitas das vezes com desgaste físico e emocional, mas sempre presentes, sem nunca negar ajuda. Há momentos que, por força de toda a nossa atividade, e, por vezes, até distraídos não agradecemos pelo bem que fazem. Sendo um serviço voluntário, cumprem com as vossas obrigações pelo juramento que fizeram. A todos os bombeiros do município de Paredes o muito obrigado por tudo", disse Simão Barbosa, comandante dos Bombeiros Voluntários de Rebordosa.

No mesmo sentido, o presidente da Associação Humanitária dos Bombeiros Voluntários de Rebordosa, Abel Moreira, agradeceu "o que fazem pela sociedade". "Estou nos bombeiros há nove anos, nestes últimos seis como presidente da Associação Humanitária dos Bombeiros Voluntários de Rebordosa e só agora começo a perceber a sensação que os bombeiros têm que é uma sensação indescritível, que cada bombeiro tem a hipótese de salvar vidas e bens do próximo. Isto faz-me acreditar que os bombeiros voluntários fazem sentido. Por este motivo, digo que tenho orgulho em pertencer e fazer parte dos bombeiros voluntários e quero fazer um agradecimento especial a todos e agradecer à Câmara Municipal de Paredes por comemorar este dia", rematou.

Já Orlando Rodrigues, vice-presidente da Federação dos Bombeiros do Porto, em representação do presidente, comentou que "estes momentos de reunião e de congregação destas cinco associações de várias corporações de bombeiros do município de Paredes são extremamente importantes" para manifestar o "agradecimento" e a "gratidão por tudo aquilo que foi feito". Lembrou ainda que, no distrito, "começa a haver alguma falta de voluntariado, tanto a nível de bombeiros, juventude, bem como no dirigismo".

"As nossas associações, corporações e os seus bombeiros, graças ao seu espírito altruísta, ao seu empenho, dedicação e determinação, têm feito um trabalho extraordinário e de excelência junto das suas comunidades, porque, na hora da tragédia, da dor e do sofrimento são sempre os bombeiros que estão lá com a sua competência, a sua solidariedade e coragem; transportam nas suas fardas a confiança e a esperança junto daqueles que, naquele momento, mais precisam do seu apoio e ajuda", continuou.

Bruno Alves, secretário do Conselho Executivo da Liga dos Bombeiros Portugueses, em representação do presidente, deixou também uma "palavra de reconhecimento e de gratidão" aos homenageados, mas também aos seus familiares, "que sem farda são sacrificados pela vossa dedicação aos bombeiros de Portugal, ao socorro em Portugal". "O melhor reconhecimento que temos é o da população estar junto de nós e reconhecer aquilo que vocês fazem", acrescentou.

"Sabemos, certamente, que é preciso fazer mais para que vocês sejam reconhecidos, para que vocês sejam gratificados pelo vosso trabalho, não monetariamente, mas sim com atos e com gestos e a Liga dos Bombeiros Portugueses junto do Governo vai fazendo o seu trabalho. Continuamos a observar, a pedir e a solicitar", garantiu, adiantando que "está a ser feito um bom trabalho em termos de Proteção Civil no município de Paredes" e que o investimento nesta área tem sido "significativo".

Para Albano Teixeira, comandante operacional distrital do Porto, que destacou também o apoio dado pela autarquia aos bombeiros, as cinco corporações do concelho têm feito "um trabalho exemplar, um trabalho dedicado e um trabalho de um profissionalismo imposto em todas as ações que realizam".

"Pelo terceiro ano consecutivo, escolhemos este dia tão importante para o nosso país para celebrarmos o Dia Municipal do Bombeiro. Embora condicionados, mas com a alegria e o dever de gratidão de homenagear os nossos bombeiros e bombeiras que existem com a missão de prestar socorro e salvar vidas, carregando uma imensa coragem que tanto admiro, respeito e agradeço", afirmou o vereador da Proteção Civil, Elias Barros.

Disse ainda que se pode "continuar a contar" com os bombeiros para "estar na linha da frente a combater e minimizar os danos que prejudicam pessoas e bens e, principalmente, aqueles que mais precisam", acrescentando que, da parte do município, "podem contar com a continuidade do trabalho conjunto com todas as corporações, na beneficiação de caminhos florestais, numa tentativa de melhoria de acessos para uma resposta mais eficaz a possíveis situações de incêndios florestais".

"Irão continuar a ser identificados e beneficiados pelo município com a colaboração técnica dos serviços municipais de Proteção Civil e também com as cinco corporações de bombeiros os acessos a zonas mais críticas para, com isso, reduzirmos ao máximo o número de ignições e área ardida no nosso concelho", continuou, destacando o "forte investimento na Proteção Civil" nos últimos quatro anos e o "aumento de 65% do subsídio anual atribuído às cinco corporações" (passando, em 2018, de 25.600 euros para, em 2021, de 40 mil euros).

O presidente da Câmara Municipal de Paredes, Alexandre Almeida, referiu que o investimento na Proteção Civil e nas condições dos bombeiros do concelho foi de "quase três milhões de euros", nos últimos quatro anos, sobretudo, na requalificação dos quartéis dos bombeiros. No futuro, o "desafio" que lança é de que "não se deixe de fazer esta aposta" e que, num próximo mandato, será para "apoiar, sobretudo, em viaturas renovar aquelas que já foram identificadas como viaturas que já têm muitos anos e que já estão até para além do tempo de vida útil".

"O dia escolhido para homenagear estes homens e estas mulheres foi o Dia de Portugal, que é um dia em que o país quer homenagear aquilo que de mais valioso nós temos, que é a língua portuguesa. É um dia também em que o país não só homenageia a língua portuguesa, como também faz um tributo às forças armadas. Em Paredes, quisemos também fazer o mesmo, homenagear umas instituições que é do melhor que temos em Paredes e também homenagear aqueles que são o braço armado, a força armada da Proteção Civil em Paredes. Por isso, é, para mim, um orgulho ser presidente da Câmara de um município que conta com a qualidade das cinco corporações de bombeiros que temos em Paredes", concluiu.

A manhã terminou com um desfile apeado e motorizado das cinco corporações.

Foto: Município de Paredes