Paredes

Paredes passa a ter Centro Europe Direct da Área Metropolitana do Porto

Ana Regina Ramos

09-05-2021

Hoje é Dia da Europa.

Foi inaugurado, este domingo, dia 9 de maio, Dia da Europa, o novo Centro Europe Direct da Área Metropolitana do Porto, que fica localizado em Paredes, no Polo de Empreendedorismo.

Este centro é acolhido pela Associação Paredes pela Inclusão Social (APPIS) cuja entidade afiliada é o Município de Paredes e é membro da rede EuropeDirect em Portugal, a qual, por sua vez, faz parte de uma comunidade de centros à escala europeia.

Cobre os 17 concelhos que compõem a Área Metropolitana do Porto, da qual faz parte Paredes, numa área aproximada de 2.040 Km2 e com aproximadamente 1.700.000 de habitantes. Resulta de uma candidatura à Comissão Europeia da Associação Paredes pela Inclusão Social (APPIS), enquanto entidade acolhedora, em parceria com a Câmara Municipal de Paredes.

Os centros tornam a Europa acessível às pessoas e levam-nas a participar em debates sobre o futuro da UE. A rede é gerida pela Comissão Europeia e possui cerca de 440 centros - 15 dos quais em Portugal - em 28 países da União Europeia.

Aqui será possível questionar sobre as políticas, os programas e as prioridades da União Europeia e participar em eventos sobre o futuro da mesma. Este centro realizará visitas a escolas, onde farão apresentações, animarão debates sobre a União Europeia e distribuirão publicações oficiais, sendo que todos os serviços prestados aos cidadãos são gratuitos. O objetivo é que "as pessoas se sintam mais perto da Europa e que possam também usufruir mais das oportunidades que a Europa dá às pessoas", indica Sofia Colares Alves, representante da Comissão Europeia em Portugal.

Lembrando que a União Europeia é um "projeto em construção", "inacabado" e que se "molda", sublinhou que, "para que todos os portugueses se sintam europeus", este novo espaço vai promover debates no âmbito do futuro da Europa, que podem ser "com coisas completamente informais, como um debate organizado ali no café ou na praça pública, como aqui na Câmara Municipal". Além disso, há uma plataforma sobre este tema que permite a qualquer pessoa colocar os seus contributos e eventos que queiram organizar sobre este assunto.

"É muito importante que a União Europeia chegue a todos e chegue, sobretudo, de forma mais granular às pessoas através das regiões, por isso, no fundo, costumo dizer que os Europe Direct são as antenas da Comissão [Europeia] nas regiões", refere Sofia Colares Alves, acrescentando que "este primeiro guichê que as pessoas têm com a União Europeia é muito importante e é importante que seja feito na sua língua, na sua região, por pessoas que conhecem bem as regiões e os atores locais e também conheçam bem a Europa e possam fazer exatamente essa ponte".

Para o vereador Paulo Silva, este projeto partir de Paredes é "importante" e "um motivo de orgulho". "A União Europeia criou um sem número de oportunidades para os jovens, para os menos jovens, para quem quer viajar, para quem quer estudar, para quem quer trabalhar e, muitas vezes, não temos conhecimento sobre isso", afirma, acrescentando que este centro vai permitir "apoiar as pessoas, informá-las, mas também pô-las em contacto com as instituições, dar a conhecer as instituições, permitir que as pessoas falem com as instituições".

No dia 27 de maio, vai ser promovida uma visita virtual ao Parlamento Europeu para que as pessoas possam "conhecer a instituição quase como se estivesse lá", "aproximar as pessoas, conhecer melhor a instituição, como é que ela funciona", o que será também "mais uma oportunidade para Paredes e para a Área Metropolitana do Porto" de os "aproximar deste espaço europeu".

Este centro está "em fase de instalação", mas o trabalho já começou no dia 1 de maio, sendo que já existe um conjunto de iniciativas e projetos junto de escolas e de empresas que já os solicitaram a meta é "tentar chegar ao maior número de pessoas".

Na sessão solene de apresentação deste projeto, que decorreu durante a manhã deste domingo, também o diretor do Agrupamento de Escolas de Vilela, Albino Pereira, mostrou as atividades e projetos ligados à Europa em que as escolas já participaram e realizaram. Já Miguel Martins, CEO da CESPU Europa, recordou a ligação da instituição com a União Europeia e o desenvolvimento de um "projeto pioneiro" de uma "European Health School", que aguarda a aprovação das entidades competentes em Portugal, deixando ainda o "desafio" de desenvolver, em conjunto com este centro Europe Direct, atividades de integração para "as centenas de novos alunos que se prevê chegar em setembro ao campus universitário de Gandra" e, "quem sabe, até a colocação de um balcão de informações".

É possível contactar o Centro de Contacto Europe Direct através do número europeu gratuito 0080067 891011 ou visitar o sítio web oficial da União Europeia.

130