Segundo dados revelados no boletim NORTE UE, publicado pela CCDR-NORTE, a região norte representa 42% dos fundos comunitários executados no Portugal 2020, ou seja, mais de 6300 milhões de euros. 

Publicado no contexto da realização de encontros, nos dias 4 e 5 de maio, em Guimarães, com a Comissão Europeia e o Comité de Acompanhamento do NORTE 2020, o boletim avança também que “o programa regional NORTE 2020 é o principal instrumento dos fundos europeus ao serviço da Região Norte, com um contributo na ordem dos 3,4 mil milhões de euros, cerca de um terço do total dos fundos europeus aprovados em projetos de investimento”.

A mesma nota, enviada ao Jornal A VERDADE, indica que no ano de 2021, o NORTE 2020 aplicou mais de 650 milhões de euros de fundos, alcançando uma taxa de execução de 62,3 por cento, acima da meta fixada.

O presidente da CCDR-NORTE, António Cunha,  destacou o facto de o norte ser “um excelente executor de fundos comunitários, mesmo no contexto da crise da pandemia”.

Nestes encontros, o presidente da CCDR-NORTE prestou também informações a respeito da atual situação de aplicação do NORTE 2020 e das metas para 2022. Para António Cunha “os objetivos de execução de 2022 são ainda mais exigentes, atendendo ao contexto de crise económica que atravessamos, alimentada pelos impactos de outras crises, como a energética e da guerra na Ucrânia”, reconhecendo que “esta situação justifica um acompanhamento de proximidade e a adoção de medidas excecionais de apoio à execução dos fundos”.

O boletim NORTE UE poderá ser consultado no site oficial da CCDR-NORTE.