A taxa de desemprego da região Norte diminuiu de 6,5% para 5,4% no primeiro trimestre de 2022, situando-se num valor inferior ao de Portugal, que apresentou uma redução de 6,3% para 5,9%.

A taxa de desemprego dos jovens entre os 16 e 24 anos apresentou a redução mais acentuada entre os diferentes grupos etários (-6,9 p.p. em comparação com o quarto trimestre de 2021), situando-se em 18,3%, informa um comunicado a CCDR-N relativamente ao Norte Conjuntura.

A população empregada na região Norte aumentou 3,5% em relação ao primeiro trimestre de 2021, “o que representou a criação líquida de 58.500 novos postos de trabalho”. A nível nacional, o crescimento da população empregada foi de 4,7%.

O desemprego continuou a ser “maioritariamente de longa duração (há mais de um ano), representando 52,4% do total, mas em valor absoluto o número de desempregados de longa duração diminuiu em relação ao quarto trimestre de 2021 (-11,3 mil), tendo-se situado em 52 mil pessoas”.

No que diz respeito à exportação de bens da região Norte, aumentou 15,2% no primeiro trimestre de 2022 em comparação com o período homólogo do ano passado. Em Portugal, o crescimento das exportações de bens foi de 18,2% durante o mesmo período.

As dormidas nos estabelecimentos turísticos do Norte situaram-se em 1,5 milhões no primeiro trimestre de 2022, “um valor bastante superior ao do período homólogo de 2021 (365 mil dormidas), mas ainda inferior ao valor do primeiro trimestre de 2019 (1,8 milhões de dormidas)”.

O número total de edifícios licenciados do Norte aumentou 1,8% em comparação com o período homólogo de 2021. Já a taxa de inflação do Norte aumentou 2,1 p.p. em relação ao trimestre anterior, situando-se em 4,6%.