A Associação Portuguesa de Apoio à Vítima (APAV) realizou um inquérito a 824 pessoas sobre o assédio sexual no trabalho, concluindo que quase duas em cada 10 inquiridos admitiu ter sido vítima de assédio sexual no local de trabalho.

De acordo com a APAV, a maioria das vítimas são mulheres e raramente denunciam o crime e os resultados mostram uma “elevada consciência em relação a situações de assédio sexual, sendo que mais de 80% dos inquiridos identifica a quase totalidade das situações expostas como assédio sexual”.

Esta terça-feira, dia 22 de fevereiro, assinala-se o Dia Europeu da Vítima de Crime e a Victim Support Europe procura ajudar a população a denunciar crimes através do seguinte link.

Leia a notícia completa em sicnoticias.