O Instituto Português do Mar e da Atmosfera lançou um alerta de perigo de incêndio rural, agravado pelo tempo quente e seco que se prevê prolongar até dia 18 de junho. 

Durante este período, destaca-se a subida gradual da temperatura até domingo, dia 12 de junho, persistindo o tempo quente nos dias seguintes, embora com algumas oscilações da temperatura máxima, a instabilidade no interior a partir de sexta-feira, dia 10 de junho, persistindo, pelo menos, até dia 14. Há ainda a possibilidade de ocorrência de aguaceiros e trovoada, bem como de trovoada seca e rajadas de vento forte e seco, informa um comunicado da Autoridade Nacional da Proteção Civil (ANEPC). 

Realça-se ainda a humidade relativa a diminuir nos próximos dias com fraca recuperação noturna, o vento a predominar do quadrante norte por vezes até 40 km/h no litoral oeste e nas terras altas e o risco de incêndio a nível elevado no Alentejo e muito elevado no interior Norte e Centro e região Sul, sendo de nível máximo em alguns concelhos no Algarve, vale do Tejo e interior Norte e Centro.

Estes fatores podem levar ao aumento da dificuldade das ações de combate aos incêndios rurais em consequência do aumento da temperatura e da baixa humidade do ar.

A Autoridade Nacional de Emergência e Proteção Civil (ANEPC) lançou as seguintes medidas preventivas:

  • É proibido fazer queimadas nos dias de perigo de incêndio muito elevado ou máximo. 
  • Nos dias de perigo de incêndio Muito Elevado e Máximo é proibido fazer queima de amontoados sem autorização ou sem comunicação prévia.
  • Nos dias de perigo de incêndio Muito Elevado e Máximo é proibido utilizar fogo para a confeção de alimentos em todo o espaço rural, salvo se usados fora das zonas críticas e nos locais devidamente autorizados para o efeito.
  • Nos dias de perigo de incêndio Muito Elevado e Máximo é proibido fumigar ou desinfestar em apiários exceto se os fumigadores estiverem dispositivos de retenção de faúlhas.
  • Nos dias de perigo de incêndio Muito Elevado e Máximo é proibido lançar balões de mecha acesa e foguetes. O uso de fogo de artifício só é permitido com autorização da câmara municipal.
  • Nos dias de perigo de incêndio Muito Elevado e Máximo é proibido usar motorroçadoras, corta-matos e destroçadores. Evite o uso de grades de discos.

A ANEPC determinou a passagem ao Estado de Alerta Especial (EAE), nível Amarelo, para o Dispositivo Especial de Combate a Incêndios Rurais (DECIR), entre o período das 00h00 do dia 10 e as 23h59 do dia 14 de junho, para todos os distritos do continente.

Texto redigido com o apoio de Francisco Pinto, aluno estagiário da Escola Superior de Educação de Viseu.