premio ortopedia chtsFoto: CHTS
Publicidade

O Centro Hospitalar do Tâmega e Sousa (CHTS) recebeu, esta quinta-feira, dia 13 de outubro, o Prémio HINTT | Maturidade Digital, com o projeto +Perto – Programa de Enfermagem de Reabilitação Tecnológico.

Este projeto consiste na “implementação de um programa de reabilitação digital, através de uma aplicação (app) para smartphone, que permite a comunicação entre utentes e profissionais e a monitorização dos pacientes submetidos a artroscopia total do joelho”, explica o site do centro hospitalar.

“Através desta aplicação móvel, é possível, desde o pré-operatório, a preparação física, psicológica e o aumento das capacidades da pessoa para uma melhor experiência cirúrgica, empoderamento no seu processo de reabilitação, bem como na recuperação pós-operatória”, explica Tiago Araújo, um dos enfermeiros responsáveis pelo projeto.

Pioneiro nesta área, o +Perto, agora em aplicação na área da Ortopedia, “deverá vir a ser aplicado a outras especialidades cujo tratamento implique recorrer à enfermagem de reabilitação”.

311365225 404248408544618 8271779547564715052 n
Foto: CHTS

Esta aplicação disponibiliza um canal de comunicação e monitorização, para utentes e cuidadores, bem como um programa de exercícios de reabilitação, uma secção de informações úteis com sistema de feedback, uma secção de monitorização e “acompanhamento on-time” e o “fale com o enfermeiro de reabilitação”, que permite “ajudar utentes e cuidadores a tomar decisões relativamente a questões como o tratamento da dor, edema e ferida cirúrgica”.

A app +Perto permite ainda a realização de videochamada para acompanhamento de exercícios em tempo real.

O prémio, atribuído pela Health Intelligence Talks And Trends, tem um valor pecuniário de dois mil euros e foi entregue à equipa constituída pelos enfermeiros Tiago Araújo, Elsa Rodrigues, José Ribeiro Nunes, do CHTS, Olga Ribeiro, da Escola Superior de Enfermagem do Porto, e André Novo, do Instituto Politécnico de Bragança.

O programa +Perto venceu na categoria “Clinical Outcomes”, na qual se integram projetos assentes “em medidas de promoção e avaliação dos resultados em saúde baseados na experiência do doente e do profissional de saúde e que, como se lê no regulamento do prémio, ‘priorizem a escolha do doente e as melhores práticas baseadas em evidência’”.