O plano de inclusão social “Viver Lousada”, surge no âmbito da candidatura AIIA – Abordagens Integradas para a Inclusão Ativa, aprovada pela Autoridade de Gestão do Programa Operacional Regional do Norte 2020, e pretende promover a integração social através de diversas ações. O investimento foi de mais de 100 mil euros.

O projeto tem como principal objetivo “promover a integração social e combater a pobreza e qualquer discriminação, através de intervenções que visem colmatar necessidades sociais não satisfeitas, contribuindo para o desenvolvimento sustentável do município, promovendo a coesão social e territorial”, explica comunicado de imprensa do município. 

A primeira ação realizada foi a “Bike Atitude”, relativa à “Inclusão Ativa pelo Desporto”, que decorreu de forma a estimular “hábitos de vida saudáveis e promover a inclusão social de crianças e jovens através de uma vertente do ciclismo, o Trial Bike”.

O programa conta, ainda, com duas outras ações, uma realizada pela Associação Ao Encontro das Raízes, com foco na inclusão ativa sénior. Neste âmbito, são realizadas “consultas individuais de rastreio de diferentes especialidades: medicina geral e enfermagem, fisioterapia, podologia, nutrição e medicina dentária”, refere o comunicado.

A terceira ação é protagonizada pelo município de Lousada e pretende a “divulgação, monitorização, acompanhamento e avaliação do projeto”.

O projeto reflete as necessidades que as crianças, jovens e idosos, residentes ou frequentadores de áreas mais desfavorecidas manifestam, “daí a importância de intervir estrategicamente e promover a inclusão social nas áreas territoriais sinalizadas”.

O custo total elegível foi superior a 117 mil euros, com o apoio do Fundo Social Europeu da União Europeia de 99.960 euros. O projeto iniciou-se a 1 de junho de 2021 e termina a 30 de maio de 2023.

A candidatura tem como promotor o município de Lousada e como entidade parceira formal a associação Ao Encontro das Raízes, bem como parceiros informais a União de Freguesias de Cristelos, Boim e Ordem e a Escola Secundária de Lousada.

Texto redigido com o apoio de Daniela Lenchyna.