O concelho de Baião acolheu, durante o fim de semana de 12 e 13 de março, as primeiras duas famílias ucranianas, dois adultos e três crianças, entre os três e os 14 anos, que ficaram alojadas numa das habitações cedidas pelo município de Baião.

Diferentes entidades estão, em conjunto, a integrar estes cidadãos que chegaram à região através de um acordo entre a Câmara Municipal e uma entidade privada, com atividade em Baião.

O acolhimento dos refugiados ucranianos está a ser tratado em diálogo com o Governo, através da Secretaria de Estado para Integração e as Migrações e com o Alto Comissariado para as Migrações.

Segundo o município, está prevista a chegada a Baião, durante esta semana, de mais famílias provenientes da Ucrânia.

Através da bolsa de alojamento, criada pela Câmara de Baião para acolher cidadãos ucranianos refugiados, o concelho dispõe de 25 alojamentos, que darão resposta a 115 pessoas.