O Plano de Recuperação e Resiliência (PRR) reservou mais de 700 milhões de euros para o regadio, no entanto, o país precisa de investir 1.200 milhões.

Segundo um estudo feito pela Empresa de Desenvolvimento e Infraestruturas de Alqueva, o regadio em Portugal tem uma superfície irrigável de 626.820 hectares e uma superfície regada de 526.255 hectares, na prática, apenas 15% da superfície agrícola utilizada é regada. Portugal conta com um investimento total de 787 milhões de euros, 588 milhões são destinados à reabilitação das redes existentes e os projetos avançam em Vale de Cambra, Viseu e Vinhais.

Existem muitas áreas em Portugal onde o regadio não recebe investimentos há mais de dez anos, o que leva a perdas de água e falta de eficiência. O país encontra-se com muitas estruturas obsoletas que vão ser modernizadas.

Segundo Francisco Pavão, presidente da Associação dos Produtores em Proteção Integrada de Trás-os-Montes e Alto Douro, “o dinheiro é pouco e as necessidades muitas”.

Leia a notícia completa no Expresso.