Em 2023 o preço das portagens deverá rondar os 5%, depois de cerca de metade das concessionárias terem proposto uma subida na ordem dos 10%.

Segundo informação avançada pelo Jornal de Negócios esta quarta-feira, dia 21 de dezembro, o Governo vai fixar a atualização de preços em 5%, mas os detalhes do mecanismo de compensação ainda não são conhecidos, a previsão é que haja mais informações no início de 2023.

Desta forma, em novembro deste ano o primeiro-ministro, António Costa, tinha referido que “nem” os contratos com as concessionárias iriam justificar uma subida de 10%.

Já o ministro das Infraestruturas, Pedro Nuno Santos, referiu no Parlamento que “sem querer alongar muito, as portagens não vão aumentar nessa dimensão, mas, nas próximas semanas, será conhecida a solução legal, jurídica que habilitará o Estado a travar o aumento das portagens, que é uma matéria que nos preocupa, obviamente, também a nós”.

Perante esta proposta do Governo, as concessionárias mostraram-se disponíveis para negociar, desde que compensadas pela perda de receita, face ao que está previsto nos contratos de concessão.