O piloto de Amarante João Diogo Santos ficou em quinto lugar na 43.ª edição da Rampa da Penha-Paisagem Protegida, que aconteceu no fim de semana passado.

Esta segunda prova do novo Campeonato de Portugal de Montanha 1300 contou com 11 concorrentes. Na primeira subida de treinos, João Diogo Santos começou por realizar a marca de 1:55:136, para de seguida, na segunda subida de treinos, obter o tempo de 1:53:881. Na primeira subida oficial de prova, registou 1:53:798.

No domingo, João Diogo Santos assinou as marcas de 1:53:833 e 1:53:879, respetivamente nas segunda e terceira subidas oficiais de prova, no que correspondeu à quinta posição no Campeonato de Portugal de Montanha 1300 JC Group.

“Depois de ter imprimido sempre um andamento fortíssimo e de ver o pódio ali tão perto, sempre reside algum sentimento de frustração, quando, em termos qualitativos, fomos muito competitivos e velozes, mas tal facto não acompanhou a parte quantitativa em si. Aceitamos o resultado com ‘fair play’ e com a certeza de que demos o máximo que seria possível neste traçado, felicitando os nossos adversários por esta sã e leal competitividade. De qualquer modo, este foi um excelente regresso, onde demonstramos uma grande consistência de andamento, num carro que entendemos já explorar no limite”, afirmou o piloto em comunicado

“Depois de não termos concretizado a evolução para outra viatura, iremos continuar a utilizar o Fiat Punto, podendo vir a realizar uma prova de um outro campeonato, analisando sempre a viabilidade desse tipo de opção, dentro do plano de quatro a cinco participações que estão delineadas”, disse.