No próximo sábado, dia 15 de abril, Sexta-feira Santa, entre as 9h30 e as 13h00, irá realizar-se uma caminhada pela Paz, coordenada pelo padre Almiro Mendes, da Diocese do Porto.

A iniciativa “Peregrinos da Paz” é um desafio proposto “a todas as pessoas de boa vontade, crentes e não crentes, jovens e adultos, de todo o país, a fazerem uma caminhada pela paz no mundo, particularmente na Ucrânia”, segundo um comunicado enviado pelo padre Almiro Mendes. “Não é uma caminhada que se faça só com as pernas, queremos que seja também uma viagem para dentro”, afirmou.

Consistirá num percurso pedonal de sete quilómetros que terá início no Santuário de Nossa Senhora da Ortiga, nas imediações da igreja matriz de Fátima, passando pelos Valinhos, até ao Santuário de Fátima. “Ao longo do itinerário, serão feitas curtas pausas, pontuadas por cânticos e pela leitura performativa de textos poéticos”, lê-se.

Esta iniciativa tem o apoio da Junta de Freguesia de Fátima, que fornece apoio logístico, e da Associação Fátima Trail Team, que irá acompanhar os peregrinos, fornecendo água e garantindo o transporte de regresso para aqueles que deixarem o seu carro no ponto de partida da caminhada. Cristina Mendes, sobrinha do padre Almiro Mendes, desafia “as pessoas do Marco a participar também nesta iniciativa que se pretende que seja nacional”. “Nós todos juntos conseguimos verdadeiramente fazer a diferença e fazer coisas importantes”, continuou.

O evento contará com a presença “ativa e empenhada de ucranianos, de figuras públicas da Cultura, das várias Igrejas e das Artes”. Segundo o comunicado, o percurso terminará na Capelinha das Aparições, “local onde tantos milhões de pessoas já rezaram pela paz no mundo”. A iniciativa irá ser encerrada neste mesmo local, com um momento de interiorização que será acompanhado pela intervenção musical de Isabel Silvestre e de outros artistas.

No final da caminhada os participantes poderão regressar às suas casas, mas a organização convida os mesmos a permanecer em Fátima, “participando na celebração da Paixão do Senhor, que se realizará na Basílica da Santíssima Trindade, com início às 15h00”, segundo o comunicado.

Esta é uma iniciativa não sujeita a inscrições e valores associados, sendo que a organização apela apenas que tragam, se possível, “uma peça de roupa superior de cor branca, símbolo de paz”.

Texto redigido com o apoio de Ana Ferrás, aluna estagiária da Universidade Fernando Pessoa.