A GNR de Penafiel deteve uma mulher de 48 anos por furto de peças em ouro, no dia 14 de dezembro, quarta-feira, no concelho de Penafiel.

No âmbito de uma investigação por furto de peças em ouro, avaliadas em 137 mil euros, que teve a duração de cerca de seis meses, os militares da GNR realizaram diversas diligências policiais que culminaram com a identificação e localização da suspeita, “que era empregada de limpeza em diversas habitações no concelho de Penafiel“, revelam em comunicado.

A força policial indica que “foi possível apurar que a suspeita, ao longo do tempo, procurava identificar os locais onde os proprietários guardavam os artigos mais valiosos, com intenção de os furtar e posteriormente vender em diversos estabelecimentos, resultando na obtenção ilícita de lucros financeiros em proveito próprio“.

No seguimento da ação policial, foi realizada uma busca domiciliária, onde foi possível apreender oito peças de ourivesaria, três caixas com diversas peças de ornamentação em ourivesaria, quatro relógios de pulso, 50 euros em numerário, um telemóvel, um extrato de consulta de movimentos bancários.

A suspeita, com antecedentes criminais por ilícitos da mesma natureza, foi detida e presente, no dia 14 de dezembro, no Tribunal de Instrução Criminal de Penafiel, onde lhe foi aplicada a medida de coação de prisão domiciliária.