O presidente da Câmara Municipal de Paredes, Alexandre Almeida, anunciou na Assembleia Municipal no sábado, dia 17 de dezembro, o parecer positivo do Tribunal de Contas que aprovou o empréstimo que pretende pagar o resgate da concessão de água e saneamento à Be Water.

Segundo um comunicado de imprensa, o município recorda que o empréstimo aprovado em reunião do executivo e em sede de assembleia municipal corresponde a um valor de mais de 21 milhões de euros, de acordo com “a prerrogativa especial para resgates prevista no Orçamento de Estado de 2022”.

Foto: Município de Paredes

Na consequência desta aprovação, o município irá “encetar de imediato contacto com a Be Water para proceder ao pagamento do resgate e retomar a gestão do serviço de água e saneamento e a integração dos trabalhadores no SMAS – Serviço Municipalizado de Água e Saneamento”, acrescenta a Câmara Municipal de Paredes em nota de imprensa.

O autarca, Alexandre Almeida, referiu-se ao documento remetido pelo Tribunal de Contas na passada sexta-feira, dia 16 de dezembro, afirmando que permite ao município de Paredes avançar com os SMAS já constituídos, “procedendo ao pagamento e começando a gerir os serviços, que vão arrancar em janeiro de 2023”.

Foto: Município de Paredes