O projeto “Eu Sou Digital” destina-se aos adultos com mais de 45 anos que pretendem adquirir competências digitais básicas e essenciais para o quotidiano.

É no Polo de Empreendedorismo que o município de Paredes disponibiliza um espaço onde os voluntários, jovens entre os 16 e os 30 anos com conhecimento de tecnologias, podem realizar ações de capacitação para inscritos/as.

Quem estiver interessado em ajudar e tiver alguns conhecimentos tecnológicos, pode candidatar-se aqui

Segundo um comunicado da autarquia, “este projeto concretiza a parceria Eu Sou Digital entre o IPDJ, o MUDA – Movimento pela Utilização Digital Ativa, o CNJ e a FNAJ, tendo como princípios essenciais a promoção da capacitação digital de adultos, em Portugal, até ao final de 2023”. Vai contribuir para “dinamizar uma rede de voluntários maioritariamente integrados em Centros EU SOU DIGITAL a nível nacional”.

O programa Eu Sou Digital propõe-se trabalhar com pessoas que não têm, atualmente, qualquer interação com o mundo online, através de ações de capacitação digital desenvolvidas por voluntários no contexto familiar ou em locais de proximidade na comunidade em que vivem. 

Destina-se a todos os portugueses que nunca usaram a internet, em particular os adultos acima dos 45 anos que pretendam adquirir competências digitais básicas essenciais no dia a dia, permitindo “uma melhor adaptação às novas realidades de emprego que dependem do acesso à internet, combater o isolamento através de ferramentas digitais de comunicação, tais como aprender a usar o e-mail e outras ferramentas de comunicação, pesquisar na internet e usar as redes sociais, assim como os aspetos essenciais da utilização da internet em segurança”.

Foto: Município de Paredes

Texto redigido com o apoio de Sofia Gomes, aluna estagiária da Universidade de Trás-Os-Montes e Alto Douro