No passado fim de semana decorreu a 43.ª Rampa da Penha Paisagem Protegida, na qual a piloto de Paços de Ferreira Rita Matos garantiu o nono lugar nos 1300, mostrando-se “segura e com capacidade para ir sempre em busca de mais velocidade e de melhores tempos”. 

Ao volante do Fiat Uno 45S da MNE Sport, na sua segunda prova enquanto piloto, Rita Matos conseguiu baixar mais de 11 segundos “desde a marca de referência na subida de treinos inicial”, ao longo das sete subidas do programa de rampas, onde acabou por conseguir a sua melhor marca (2:12.986), dados fornecidos num comunicado. 

“Foi uma prova maravilhosa. Estou quase sem palavras. Consegui melhorar praticamente em todas as subidas. Hesitei um bocadinho na segunda subida oficial e aí o tempo foi menos bom, mas na terceira dei tudo e estou muito feliz por ter conseguido chegar aos 2:12 e ter voltado a pontuar forte nos 1300”, refere Rita Matos.

A piloto salienta ainda, sobre as suas primeiras provas, que está a “adorar a experiência e sobretudo muito feliz” com o facto de se estar “a adaptar bem a todo este mundo, a esta tensão e vontade de competir e melhorar”. “Eu consigo controlar muito bem o sistema nervoso e acho que isso também ajuda imenso. E depois, é claro, é o gosto pelos carros que me fascina e faz sempre conseguir o melhor”, afirma.

Segundo o comunicado, a terceira prova da temporada decorrerá na Rampa da PÊQUÊPÊ Arrábida, para onde se dirige a “Família da Montanha”, que, nos dias 23 e 24 de abril, irá disputar a edição 2022 da prova.