O projeto da ciclovia, que vai ligar Paços de Ferreira, Carvalhosa e Freamunde, tem a primeira fase “praticamente concluída, seguindo-se agora a sua continuação até à cidade de Freamunde”.

Estas obras da segunda fase que agora iniciaram são um investimento financiado por fundos comunitários, no valor de aproximadamente 1,3 milhões de euros, e que vai permitir ter as cidades de Paços de Ferreira e Freamunde, bem como a zona comercial de Carvalhosa, “unidas através de uma infraestrutura moderna e com enormes vantagens em termos de mobilidade urbana e também ambientais”.

Foto: Município de Paços de Ferreira

A faixa ciclável vai ser única e bidirecional, em betuminoso pigmentado a cor vermelha, com uma largura útil de 2,60 metros, numa extensão de aproximadamente 2,4 quilómetros. A ciclovia vai ser acompanhada por um passeio pedonal com largura variável igual ou superior a 1,50 metros, delimitados por guia de granito e pavimento em microcubo.

As obras desta segunda fase têm como prazo de conclusão o verão do próximo ano.

Foto: Município de Paços de Ferreira

Em comunicado, a autarquia refere que, ao longo de toda a extensão da ciclovia, estão a ser plantadas 220 novas árvores, com uma altura mínima de dois metros.

Esta obra integra ainda a rede estruturante do concelho, inscrita no PAMUS – Plano de Ação de Mobilidade Urbana Sustentável, e vai permitir “reequilibrar a distribuição do espaço público por todos os utilizadores, potenciando a utilização de modos de transporte não poluentes e consequentemente amigos do ambiente”.