Durante o período de fiscalização e patrulhamento intensivo da Operação “Páscoa 2022”, e decorrente dos últimos cinco dias, de 14 a 18 de abril, a GNR registou 370 condutores com excesso de álcool e 850 acidentes rodoviários.

No total dos 25.614 condutores fiscalizados, 370 conduziam com excesso de álcool e, destes, 212 foram detidos por conduzirem com uma taxa de álcool no sangue igual ou superior a 1,2 g/l, sendo que ainda foram ainda detidas 109 pessoas por conduzirem sem habilitação legal.

Das 5.969 contraordenações rodoviárias detetadas, destacam-se: 3.342 por excesso de velocidade; 445 por falta de inspeção periódica obrigatória; 149 por anomalias nos sistemas de iluminação e sinalização; 131 por uso indevido do telemóvel no exercício da condução; 279 por falta ou incorreta utilização do cinto de segurança e/ou sistema de retenção para crianças; e 192 por falta de seguro de responsabilidade civil obrigatório.

Neste período, a GNR registou também 850 acidentes rodoviários, de onde resultaram três vítimas mortais e 28 feridos graves.

Em comunicado, a GNR informa que “continuará a ter especial preocupação com os comportamentos de risco dos condutores, sobretudo os que ponham em causa a sua segurança e a de terceiros”.