marketing
Publicidade

Tudo o que reluz é ouro? Saiba a importância do aspecto visual no marketing

Todo o mundo já ouviu a expressão “comer com os olhos” dirigida a algum prato de restaurante que, de tão bonito, parecia ser delicioso — mesmo antes da comida ser levada à boca, como se fosse possível sentir o sabor sem sequer tocar. Isso acontece porque os nossos sentidos são conjuntamente estimulados diante de um produto, e por isso, o visual importa tanto na hora de fazer com que um consumidor opte por determinada opção. O contrário é igualmente válido, ou seja, algo que não pareça tão bom pode proporcionar a experiência inversa, e fazer com que o consumidor se sinta frustrado ou mesmo enganado. Quem nunca viu um hambúrguer do McDonalds na foto, que parecia gigantesco e com camadas milimetricamente posicionadas, e, quando este chegou à mesa, ficou desiludido com o aspecto?

Engana-se quem pensa que esta premissa pode aplicar-se apenas a produtos físicos. Com a tecnologia cada vez mais avançada, é fundamental que todas as plataformas e sites online invistam no visual para conquistar cada vez mais os utilizadores. Desde plataformas de jogos online, como a ICE Casino Portugal até plataformas de streaming ou mesmo sites de e-commerce. O visual importa em todos os lados, inclusive, hoje em dia já há diversas profissões exclusivamente dedicadas a esse lado dos negócios.

Internet: a vitrine do mundo

O visual sempre teve influência direta no consumo, e por isso grandes estabelecimentos investem nesse ponto há décadas. Inclusive, ao fazerem bom uso das cores para transmitirem mensagens aos seus clientes. Com a internet cada vez mais desenvolvida, essa premissa é muito importante, já que a identidade visual de uma marca está exposta ao público e, diante de qualquer erro, esta pode ser penalizada. Além disso, para que a marca “entre” no imaginário do público, o visual tem um papel crucial. Sobretudo em épocas como a que vivemos agora, em que as redes sociais fazem parte rotineira da vida das pessoas, e as marcas devem interagir com os clientes por meio destas, com publicações, stories, tweets etc. Os profissionais por trás dessas estratégias visuais, os designers, normalmente dispõem de uma equipa grande e integrada para garantir toda a coerência da empresa, tão necessária para fortalecer a marca diante do público.

Visual: o primeiro contacto com o cliente

O visual, na internet, é o primeiro contacto entre o público e a empresa, e muitas vezes é ele quem decide se o negócio vai para a frente ou não. Quem nunca fechou um site simplesmente porque era feio ou confuso? Quem nunca deixou de comprar um produto online apenas porque as imagens apresentadas na plataforma não eram muito confiáveis ou não tinham muita qualidade? O investimento no que o “cliente vê” é crucial para garantir que as empresas façam bons negócios, sobretudo no caso de empresas que não têm moradas físicas, que eventualmente poderiam servir para que o cliente visse determinados produtos “pessoalmente”. Além de pensar na beleza, é igualmente importante pensar na experiência do utilizador, ou seja, será que ele consegue ter todas as informações de que precisa no meu site? Será que os comandos de ação do utilizador estão explícitos? Que tipo de dúvida o meu cliente pode ter ao entrar na minha plataforma? Se parecem muitas questões, não é motivo de preocupação, afinal de contas, hoje em dia já há muitos profissionais capacitados no mercado que podem tratar disso.

Estratégias para investir mais no visual dos produtos

De modo geral, existem muitas estratégias que podem associar-se ao investimento no visual dos produtos, a depender do tipo de produto em questão. Por exemplo, um jogo online não segue as mesmas estratégias de recursos visuais que uma loja de roupas online, que precisa de outros atributos. Os profissionais de marketing, aliados aos designers, são os responsáveis por construir uma estratégia e um manual da marca, capaz de garantir que toda a identidade visual da marca em questão tenha consistência e, igualmente, consiga encontrar boas soluções para transmitir ao público.

Um dos pontos mais importantes na trajetória de construção de uma boa identidade visual, sem dúvidas, é a consistência, além do entendimento relacionado ao público-alvo do mercado. Como citamos o exemplo de uma loja de roupa, vale pensar mais uma vez que o público-alvo que entra numa plataforma deste nicho tem interesses diferentes do público-alvo que acede a uma plataforma de venda de carros. As imagens dos produtos e a usabilidade das páginas precisam se adequar aos pré-requisitos que são pensados para cada comprador em potencial. Antes de conseguir produzir um visual impactante, é importante conhecer de trás para frente o cliente que se quer impactar.