Abriu portas esta terça-feira, dia 11 de janeiro, um posto de testagem gratuita à COVID-19 para a população, localizado na Alameda Dr. Miranda da Rocha, junto aos Paços do Concelho. O posto foi colocado neste local após um protocolo de parceria entre a Câmara Municipal de Marco de Canaveses e o Grupo Unilabs. No primeiro, e até à hora da visita dos autarcas do concelho, já tinham sido realizados 60 testes, sendo que oito foram positivos.

Após uma visita ao local, o vice-presidente da autarquia, Mário Bruno Magalhães, destacou que o município “tem estado, desde o primeiro momento, na linha da frente no combate à pandemia”, sendo que hoje em dia de uma forma diferente. “Temos uma grande percentagem da população vacinada, o que é muito bom. Deixamos o apelo para que as pessoas se vacinem, não tenham receio. A vacina funciona”, destacou.

O autarca falou também na vacinação do concelho que “tem tido uma forte adesão, à semelhança do que acontece em todo o país. Temos feito tudo o que está ao nosso alcance para ajudar neste processo”, sublinhou.

Relativamente ao centro de testagem que hoje abriu portas, o autarca relembrou que “são gratuitos” e que estão “à disposição da população. Estamos muito satisfeitos, é o primeiro dia e tem tido uma boa adesão, é sinal que as pessoas se preocupam, porque a palavra de ordem agora é testar”, relembrando ainda a importância de “continuar a adotar as medidas de segurança, nomeadamente o distanciamento social e as regras de etiqueta respiratória”.

Por sua vez, a vereadora com o pelouro da Saúde da Câmara Municipal de Marco de Canaveses, Clara Marques, informou que este posto de testagem servirá também a população de concelhos vizinhos. “Não será só para Marco de Canaveses, podem recorrer a ele outros munícipes de concelhos vizinhos, que não tenham esta oportunidade nos seus concelhos”, revelou.

O centro de testagem estará aberto, de segunda-feira a sábado, entre as 14h00 e as 18h00. “Não é necessária marcação prévia. As pessoas podem dirigir-se aqui e, mediante a disponibilidade e o horário de funcionamento, fazem o teste. Obedece à regra dos quatro testes por mês para cada pessoa”, disse.

De acordo com Clara Marques, a necessidade de implementação deste posto de testagem surgiu após se verificar que “a resposta existente não era suficiente”, tendo sido agilizada a “celebração deste protocolo para corresponder à necessidade da população”

A vereadora não deixa de tarde a possibilidade de abertura de outros postos semelhantes. “Se essa necessidade se vier manifestar, está aberta a possibilidade de colocarmos novos centros de testagem noutros pontos do concelho”, concluiu.

O posto tem a capacidade para cerca de 200 testes por dia.