O mais recente estudo elaborado pelo Imovirtual revelou os dados sobre o mercado de imobiliário nacional no ano de 2021, revelando os dados e estatísticas referentes à procura de imóveis em Portugal.

Os dados utilizados durante este estudo foram recolhidos através do Portal imobiliário, Imovirtual, no qual foram analisados todos os perfis de utilizadores deste website  entre os anos de 2019 e 2021.

O ano de 2021 ,em comparação com o ano de 2019, apresenta um crescimento significativo de utilizadores entre as faixas etárias dos 18-24 anos (+135%) e acima dos 65 anos (+130%), sendo que a procura na faixa etária 18-24 estabilizou em 2021 face a 2020, mas aumentou +29% acima dos 65 anos. 

As faixas etárias dos 55-64 e dos 45-54 revelaram também um aumentos significativos na procura de casa, tendo havido um grande aumento de procura entre os anos de 2019 e 2021, sendo que o mesmo aconteceu, de forma mais ligeira, entre 2020 e 2021. 

Por outro lado, notou-se um  decréscimo na procura de casa nas faixas etárias dos 25-34  e dos 35 aos 44 face a 2019 e também face a 2020 mas mantêm-se ainda como as categorias que, a nível absoluto, mais procuram casa todos os anos. A nível nacional, Setúbal e Faro registaram a maior quebra de pessoas a procurar casa face a 2020, a nível global as pessoas localizadas em Lisboa,Porto, Braga, Coimbra e Aveiro foram as que mais procuraram casa em 2021.

O mercado estrangeiro demonstrou uma diminuição da procura nos últimos três anos sendo que os países que mais procuram imóveis em Portugal, em 2021, foram, por ordem decrescente: o  Brasil (20% dos utilizadores estrangeiros),a França (15%), a Suíça (10%),os Estados Unidos (9%) e o Reino Unido (8%), sendo que as cidades mais procuradas pelos estrangeiros foram Porto, Lisboa e Braga. 

Texto elaborado por Rui Pinto, aluno estagiário da Universidade de TrásOs-Montes e Alto Douro