Desde o dia 15 de setembro que a cidade do Marco de Canaveses se veste a rigor para a Noite Verde, que termina este domingo, 18, com o Dia da Freguesia, dedicado à freguesia do Marco.

O programa arrancou pelas 09h30 com uma caminhada pela freguesia e pelas 11h00 teve lugar uma cerimónia solene com o hastear das bandeiras, que contou com a presença do executivo da freguesia, do município de Marco de Canaveses e dos participantes da caminhada.

A freguesia do Marco foi criada aquando da reorganização administrativas de 2013, resultando na agregação das antigas freguesias de São Nicolau, Tuías, Fornos, Rio de Galinhas e Freixo. Uma agregação que, para Celso Santana, presidente da Junta de Freguesia do Marco, se mostrou “pacífica. A população acolheu muito bem e ficamos todos a ganhar, com uma freguesia com um potencial muito maior, outras capacidades”, frisou.

O autarca enalteceu o trabalho que tem vindo a ser desenvolvido “totalmente diferente daquele que vinha a ser, com falta de recursos humanos e financeiros. Hoje, conseguimos juntar um conjunto de obras por valores muito superiores ao que cada freguesia tinha direito e conseguimos executá-las”, reconheceu.

Um dos trabalhamos apontados por Celso Santana é o passeio social da freguesia “no qual juntamos muitas pessoas e vemos nesses encontros que há uma união. As pessoas conhecem-se, gostam de ser marcoenses e de ser atendidos. Tenho a noção de que juntos somos mais fortes e que a agregação peca por tardia”.

O executivo “ano após ano tenta fazer mais” na celebração do Dia da Freguesia e no próximo já planeia algumas novidades. “Queremos fazer diferente, ou seja, envolver cada vez mais as associações. Vamos ter um fim de semana dedicado à freguesia, para que as pessoas possam conviver de uma forma diferente”, revelou.

Com a agregação surgiu também um serviço à comunidade “a tempo inteiro. Antes da agregação não havia a possibilidade de ter a secretaria aberta para os fregueses. Hoje, temos três funcionárias a tempo inteiro, das 9h00 às 17h30, para atender todos os marcoenses e temos todo o executivo que se disponibiliza 24 horas para atender toda a população. Com a agregação a freguesia ganhou muito”, sublinhou.

A presidente da Câmara Municipal do Marco de Canaveses, Cristina Vieira, no final da cerimónia, em declarações ao Jornal A VERDADE reconheceu que a agregação “deu uma dimensão à freguesia que é incomparável à do passado. Uma dimensão que hoje é também importante na gestão diária no quotidiano da câmara municipal, desde a limpeza do espaço urbano, até à gestão da população, dos serviços centralizados”, acrescentando que existe “um conjunto de recursos que, desde que esta freguesia se assumiu como uma só, a tornou mais eficiente e eficaz”.

Cristina Vieira afirmou que a agregação é “também significativa ao longo do concelho. Acho que todas as freguesias que se uniram acabaram por ter mais poder e mais dimensão naquilo que é a capacidade de execução, quer orçamental , quer em termos logística e humana, e a freguesia do marco tem sido um bom exemplo disso”.

A autarca enalteceu “um dia de festa para a freguesia e ainda bem que é porque conseguimos inserir esta iniciativa na Noite Verde e trazer à cidade o que é importante, mais desenvolvimento económico, dinamismo, atração turística e mais beleza, as ruas estão todas mais bonitas e apelativas para quem nos visita. É um motivo de orgulho quer para todos os que cá vivem, quer para todos os que moram no concelho”.

A celebração do Dia da Freguesia continua na tarde deste domingo, com a Banda de Música de São Cipriano, que irá fazer um concerto no Jardim Municipal, numa tarde de animação musical.