O município do Marco de Canaveses pretende implementar um Contrato Local de Segurança, de forma a “reduzir as vulnerabilidades e desigualdades sociais”. O contrato foi apresentado ao Conselho Municipal de Segurança, no dia 21 de novembro, no Auditório Prof.ª Emília Monteiro, de forma a celebrar o contrato com o Ministério da Administração Interna.

Desta forma, os objetivos passam pela “redução de vulnerabilidades sociais, a prevenção da delinquência juvenil, a eliminação de fatores que podem originar comportamentos criminosos e a redução das assimetrias e desigualdades sociais”, explicou a autarquia, em nota de imprensa. 

Foto: Município de Marco de Canaveses

Para além disso, o município apresentou ao Conselho Municipal de Segurança as áreas em que pretende intervir com a implementação do Contrato Local de Segurança: “Combater as Vulnerabilidades Sociais; Prevenção da Delinquência Juvenil e dos Comportamentos Desviantes; Ambiente, Requalificação, Valorização do Património Habitacional e do Espaço Público; Reforçar a Visibilidade Policial e Combater a Insegurança; Combater a Violência no desporto”, enumerou o município. Assim, este contrato iria assumir “a tipologia designada ‘MAI município’, baseada num conjunto de estratégias de prevenção criminal face a baixas taxas de criminalidade”.

Foto: Município de Marco de Canaveses

Na reunião do Conselho Municipal de Segurança foi, ainda, realizada uma análise da entrada em vigor do novo Regulamento dos Horários de Funcionamento dos Estabelecimentos Comerciais e do Ruído no Marco de Canaveses, com “especial enfoque na emissão de licenças especiais de ruído”, terminou o comunicado.