O presidente da Câmara Municipal de Penafiel, Antonino de Sousa, participou numa reunião online do Conselho Económico e Social, que contou com a presença de Inna Ohnivets, embaixadora da Ucrânia em Portugal, mostrando a disponibilidade do município para continuar a apoiar os refugiados deste país.

A embaixadora fez um ponto de situação sobre a guerra em curso naquele território, “lembrando a destruição e a morte de inocentes que estão a resultar da invasão da Ucrânia pela Rússia”, refere um comunicado da autarquia. Indicou ainda que a Ucrânia é “um país muito antigo, com diversidade religiosa e com uma língua mais antiga e diferente da língua russa, o que evidencia a sua singularidade enquanto nação, recordando também o papel que a Ucrânia desempenhou na II Guerra Mundial, ao combater o nazismo ao lado dos aliados”.

Inna Ohnivets agradeceu ainda a solidariedade de Portugal e dos portugueses, “apelando ainda a que continuem a ajudar a Ucrânia e os refugiados ucranianos, vítimas deste conflito militar”.

Na sua intervenção, Antonino de Sousa manifestou “o repúdio de Penafiel e dos penafidelenses pela invasão russa à Ucrânia e por uma guerra sem sentido que ameaça os mais básicos direitos humanos, lembrando que o município de Penafiel está disponível para continuar a apoiar quer os refugiados, dentro da sua esfera de competência, quer apoiar a comunidade ucraniana em Penafiel que tem estado fortemente ativa no apoio aos seus concidadãos”.

Na qualidade de representante dos municípios no Conselho Económico e Social, Antonino de Sousa deu ainda nota do apoio dos municípios portugueses aos refugiados que chegam a Portugal, quer ao nível do alojamento, emprego, ou integração dos mais jovens nas escolas, bem como ao nível do apoio de bens humanitários “para os ucranianos que resistem a este flagelo quer na Ucrânia quer nas zonas de fronteira”.