O município de Paredes vai atribuir um subsídio extraordinário às Associações Humanitárias de Bombeiros Voluntários e delegações de Cruz Vermelha Portuguesa do concelho de Paredes.

Para além dos 40 mil euros que cada corporação de bombeiros recebe todos os anos, as Associações de Bombeiros Voluntários de Baltar, Cete, Lordelo, Rebordosa e Paredes vão receber, em 2022, mais 2500 euros cada.

As delegações da Cruz Vermelha de Vilela e de Sobreira, para além dos 4500 euros anuais, receberão mais 750 euros cada.

Alexandre Almeida, presidente da Câmara Municipal de Paredes, referiu que “o apoio é um reforço feito às instituições para fazer face ao aumento de custo que tem havido, nomeadamente, o aumento dos combustíveis e de eventuais materiais que possam necessitar”.