O município de Paredes associou-se ao projeto “Prove – Promover e Vender”, promovido pela Ader-Sousa, que consiste na comercialização de cabazes de frutas e legumes de produtores locais. A iniciativa foi apresentada esta segunda-feira, dia 5 de setembro, nos Paços do Concelho.

O evento foi apresentado por Alda Rosendo, uma das produtoras associadas da iniciativa, na presença do presidente da Câmara Municipal de Paredes, Alexandre Almeida, e da vereadora Beatriz Meireles. A ação foi destinada aos funcionários da autarquia e visa “desenvolver a economia local e estabelecer laços de união entre habitantes das zonas rurais – produtores – e das zonas urbanas – consumidores”, informa um comunicado da autarquia.

Foto: Município de Paredes

Os produtores associados na iniciativa procuram, em conjunto, “manter a atividade agrícola no território, através da produção preferencial de variedades locais, respeitando os ciclos da natureza, de forma a obter produtos sãos e com qualidade para serem entregues aos consumidores”. Por sua vez, os consumidores que aderem à compra dos produtos produzidos desta forma “associam-se de forma direta aos produtores, garantindo o escoamento dos produtos e contribuindo de forma solidária para ultrapassar as dificuldades sentidas pelos agricultores”.

Foto: Município de Paredes

O compromisso de comercialização direta assumido entre produtores e consumidores permite “melhorar as condições de escoamento dos produtos, abrindo caminho para o desenvolvimento de outras iniciativas que contribuam para o desenvolvimento sustentável do território”.

Foto: Município de Paredes

O cabaz tem um preço fixo (13 euros com 7-9 kg) e constitui “sempre uma surpresa para o consumidor, sabendo-se que é constituído por produtos da época, tendo uma base de sopa, salada, fruta e regularmente aromáticas”.