A Câmara Municipal de Lousada está a implementar o projeto “ Compostar, melhor Plantar” que se destina a todos os munícipes com interesse pela compostagem doméstica e com condições de alojamento.

No seguimento da aprovação da candidatura ao Pograma Biobairros – da terra à terra, o município vai disponibilizar 700 compostores domésticos com 330 litros de capacidade. O município refere que para receber o equipamento os interessados, com uma moradia com espaço exterior, quintal, jardim ou horta, devem ter preencher o formulário.

Além do compostor, é entregue um folheto “que funciona como como manual” para a realização da compostagem doméstica, onde pode ser encontrada informação como onde e quem pode fazer a compostagem doméstica, qual e o melhor local para colocar o compostor, quais os materiais que podem ou não ser colocados lá, como fazer a compostagem doméstica, os cuidados a ter com o equipamento, bem como a aplicação do composto.

Este projeto, financiado pelo Fundo Ambiental, tem como objetivo o “desvio dos biorresiduos dos contentores de resíduos indiferenciados e consequente deposição em aterro”.