O município de Amarante vai marcar presença no FIPA – Fórum Internacional do Património Arquitetónico Portugal-Brasil, que se realiza esta quinta e sexta-feira, dias 2 e 3 de junho, no Museu Nacional dos Coches, em Lisboa, sob o tema “Património arquitetónico em risco”.

A diretora do Departamento de Cultura do município de Amarante, Rosário Correia Machado, vai representar o município, esta sexta-feira, às 16h30, na mesa redonda sobre “Reabilitação e preservação no contexto do reuso do Património”, com a comunicação “Amarante: Mosteiro de São Gonçalo, Um espaço apropriado – diferentes tempos, diferentes usos”, mostrando que este representa “a boa parceria entre Portugal e Brasil, no que aos temas do Património diz respeito”, refere um comunicado da autarquia.

“Trata-se de um dos monumentos com maior referência local e também um monumento nacional desde 1910, com boa prática de conservação e de adaptação de um edifício patrimonial às necessidades e novos usos”, defende.

Ao longo dos dois dias, os oradores vão abordar questões como estratégia organizativa, defesa do Património, intervenção de reabilitação e integração de práticas de inspeção e diagnóstico e conhecimento dos materiais. Este ano, o FIPA vai homenagear o arquiteto Paulo Mendes da Rocha, prémio Pritzker, autor do projeto de arquitetura do Museu dos Coches.

O evento vai ser transmitido online, mas é necessária inscrição prévia para o e-mail: [email protected].

Este evento acontece anualmente em Portugal e no Brasil e foi criado em 2015 com o objetivo de “congregar reflexões de instituições, técnicos, investigadores e empresas”. Promove “um diálogo interinstitucional e interdisciplinar que enriquece as conclusões sobre a defesa do Património, corrente e classificado, os modos de intervenção, partilhando as preocupações, e as boas práticas entre os dois países, lançando laços de cooperação”.